Pesquisar este blog

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

FAMÍLIA, PROJETO DE DEUS


A humanidade tem visto muitas guerras se defrontarem por causa de disputa de território, por ganância, preconceito, poder, violência. Muitos são as razões para tantos confrontos, mas a maior batalha que enfrentamos nos dias de hoje e que gera graves consequências é contra a família, a célular mater da sociedade. 
A banalização do casamento e do divórcio; o relativismo moral e a imoralidade sexual; a legalização do aborto e da união homossexual, práticas proibidas expressamente na Lei de Deus, têm contribuído para demolição dos valores familiares e o adoecimento do ser humano. Por causa disso, muitas pessoas já não acreditam mais na construção de um lar feliz, harmonioso e seguro sob a proteção de Deus. Entretanto, precisamos resgatar os princípios bíblicos e morais que ficaram perdidos no tempo, para não perdermos de vista uma das maiores dádivas que o Senhor nos concedeu: a família. 

Antes de instituir a família na terra, Deus proveu um ambiente apropriado de segurança, refúgio, recolhimento, aceitação e aconchego aos seus membros; um local onde a família desse e recebesse cuidados especiais, preparando e fortalecendo cada membro (marido, mulher e filhos) para os desafios inerentes à vida. 
Para que a família pudesse ser preservada e perpetuada neste mundo pecaminoso e o ser humano pudesse crescer de forma sadia, o Senhor deu responsabilidades ao homem como o cabeça e sacerdote do lar. Assim, ele deve conduzir a família com amor e mansidão, amando e respeitando a esposa, ensinando princípios éticos e morais, valores cristãos e bons hábitos aos filhos, como manda a Palavra de Deus, protegendo e provendo as necessidades espirituais, emocionais e materiais da família.

A mulher, por sua vez, também tem sua importância na edificação do lar com sabedoria. Dentre suas responsabilidades dadas por Deus, destacamos a de ser a ajudadora do marido, o ponto de equilíbrio entre ele e os filhos, e a orientadora destes. 
E, neste conjunto harmonioso do lar, não poderíamos deixar de fora os filhos. Importa a eles obedecerem aos pais, honrá-los e respeitarem-nos (Leia Efésios 5.22-33; 6.1-4). Aliás, filhos que obedecem aos pais têm vida longa e as bênçãos de Deus, pois este é o primeiro mandamento com promessa!
Quando assimilamos estes conceitos e os empregamos no nosso dia-a-dia, passamos a entender que a família deve ser compreensiva e acolhedora para que cresçamos de forma plena, atravessemos a jornada da vida e alcancemos a bênção maior: a vida eterna ao lado do Pai. 
Então, façamos da Palavra de Deus e de seus princípios a base da nossa vida e da nossa família. Só com ela não sucumbiremos aos modismos disseminados por esta sociedade perdida e sem Deus, que levam tantos à destruição e ao inferno. 
Que o Senhor abençoe a sua família com toda sorte de bênçãos!
Pr. Silas Malafaia
Postar um comentário