Pesquisar este blog

sábado, 16 de abril de 2011

Mutirão ambiental reúne católicos evangélicos e espíritas


Uma ação entre a prefeitura municipal de Alegre, igrejas evangélicas, Vicentinos, Centro Espírita, entre outras denominações, promoverá, no próximo sábado, um grande mutirão de sensibilização ambiental, iniciativa da Igreja Católica baseada no tema da Campanha da Fraternidade 2011: “Fraternidade e a vida no planeta: A criação geme em dores de parto.” Um dos objetivos do mutirão é levar para a sociedade a discussão e possíveis alternativas relacionadas à destinação dos resíduos sólidos (lixo).
No dia escolhido, uma das principais ações do mutirão será o recolhimento voluntário de lixo nas residências.
A ideia é sensibilizar a sociedade quanto à importância da separação do lixo seco do lixo úmido, quanto aos hábitos de consumo que estimulam a geração de uma grande quantidade de resíduos e quanto à importância da reflexão de cada cidadão sobre sua participação no processo, e os reflexos de seus atos para a melhora ou piora da qualidade de vida de todos. “A ideia central é provocar uma reflexão sobre os nossos hábitos de consumo e a consequente geração de tanto lixo”, comenta Alexandre Nazário, secretário Municipal de Agricultura e Meio Ambiente.
Ao final do dia, às 17 horas, simbolicamente, parte do material recolhido será levado para a Praça da Estação, onde haverá um culto ecumênico para marcar o encerramento do mutirão.
Em 2011, a CF fala do meio ambiente e da gravidade do aquecimento global e das mudanças climáticas – causas e consequências. Tema: “Fraternidade e a vida no planeta”; Lema: “A criação geme em dores de parto”. De acordo com a CNBB, não há como simplesmente virar as costas e não se importar, afinal se ocorresse uma catástrofe [em] nível global para onde iríamos? Aquecimento global, mudanças geológicas nada mais [são] do que reações as nossas ações.
A Campanha da Fraternidade de 2011 vem justamente nos alertar desta verdade: tudo o que fazemos pode prejudicar ou ajudar a salvar nosso planeta. Ela nos dará a oportunidade de, como uma família, sentarmos juntos e elaborarmos ações para salvar a nossa casa.
Postar um comentário