Pesquisar este blog

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Físico afirma que a ciência é Deus e que o céu é um conto de fadas

Há 49 anos ele convive com
 uma enfermidade incurável
Stephen Hawking é um físico muito importante, autor do best-seller Uma Breve História do Tempo que declarou recentemente em entrevista a jornais ingleses que não tem medo da morte.
O cientista tem 69 anos e desde os 21 foi diagnosticado com uma enfermidade incurável que poderia matá-lo ainda na juventude, o que não aconteceu.
Durante a entrevista que falava sobre o seu mais novo livro, The Grand Design, o professor Hawking, que é ateu, explicou o que pensa sobre a morte. Ele rejeitou a ideia de uma vida após a morte e salientou que acredita na necessidade de viver todo nosso potencial aqui na Terra. Para ele, precisamos fazer bom uso de nossa vida agora, pois não há nada depois.
Ao jornal The Guardian ele diz que não há razão para invocar um Deus para iluminar o universo. “A ciência prevê que muitos tipos diferentes do universo são espontaneamente criados a partir do nada. É uma pura questão do acaso que estamos aqui”.
Quando questionado se ele tem medo da morte o autor diz: “Tenho vivido com a perspectiva de uma morte prematura ao longo dos últimos 49 anos. Não tenho medo da morte, mas também não tenho pressa de morrer. Há muitas coisas que quero fazer antes. Considero o cérebro como um computador que vai parar de trabalhar quando seus componentes falham. Não há um céu nem vida após a morte para computadores quebrados. É só um conto de fadas para as pessoas com medo do escuro”.
Na segunda-feira, 16, essas declarações sobre Deus foi um dos assuntos mais comentados do Twitter.

Postar um comentário