Crescimento Espiritual : 01/06/11 - 01/07/11

Pesquisar este blog

Vou não, posso não, meu pastor não deixa não

Vou não
“Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.” Rm 14.17
Uma das maiores inquietações do cristão é saber definir o que pode e o que não se pode fazer.Estive participando recentemente de um programa de debates de uma TV nacional cujo tema era justamente esse: “O que um Cristão pode ou não pode fazer”.É incrível ver como existem distorções no meio evangélico. Em sua maioria não sabemos diferenciar doutrina de usos e costumes e por não sabermos disso acabamos recebendo um peso tão grande, um jugo tão pesado que não conseguimos carregar.Qualquer um que queira ser um ser pensante hoje em dia é tido como herege ou rebelde.

Amor não é um sentimento

Amar é algo que geralmente está relacionado a um sentimento gostoso que temos por pessoas que admiramos.
Quase sempre amamos aqueles que nos fazem bem, que geram em nós experiências emocionais altamente positivas.
Porém, a Bíblia nos ensina que o amor é uma atitude, fruto do dom de Deus, da Sua presença em nós, que nos leva a servir principalmente às pessoas mais difíceis e necessitadas, que nem sempre têm algo de bom para nos dar.
Quando Paulo fala em I Coríntios 13 que o amor tudo suporta, tudo sofre, tudo crê, tudo espera, podemos ver que estamos equivocados, na maioria das vezes, quanto ao que chamamos de amor.

Poemas de Fabiana Machado

Espetáculo

enquanto sacerdote e guardião
do vosso tempo.
Menina dos olhos de rapina.
seu desejo fora satisfeito?
...
apieda-se de mim.
ao menos tira-me da lenda
dos vossos olhos.
para que eu enxergue o real.
antes
de morto o racional.
assim,
voltando os olhos para trás,
a carne é mediada pelo sistema
e pelo controle mental:
o desejo.
agradeço...
por desvelares o espetáculo
que me alimenta
satisfeito,
cobri-me com as folhas
e o encanto
do teu beijo!

O amor
O amor

furtado é mais doce

saciá-lo às ocultas

enriquece o prazer

ó vida exígua
deleitar-me-ei
com o aroma dos amores
não é contra-natural 
fartar o amor 
que ratifica o desejo
a ninfa que me perturba
habita bosque alheio!
o edifício poético 
da vida feliz
é o amor satisfeito!!!
o excelso gozo
do amor apaixonado é uma cócega!
- na medida é doce! - em demasia um inferno...
Embriaguez Intelectual
Embriaguez Intelectual
para adentrar no palácio do ‘pudor social’ 
e desarraigar os jagunços da in-felicidade:
- convencionalismo e trivialidade –
e os sepultar à sombra de uma trepadeira...
é preciso armadura completa e arma segura
eis me aqui
a vingadora da vida livre!!!
Indecente Paixão
Indecente Paixão
Senti lábio macio burilar meu sentimento e tirar me do vazio, 
Fato abstrato corrompeu minha emoção e
 levantou por um momento a "negra" solidão, 
Viver ausente de indecente paixão é 
vida presente guiada pela lucidez da razão
O mau dos males 
O mau dos males
Peado o saber se apresenta, a mente humana da grande
 massa assim se acorrenta. Para desvirginar 
a cabeça presa aqui exponho, que o fazer-se 
em si mercadoria de sonho, o pobre perdeu a abstração,
 memória e concepção de que o conhecimento 
não é dado porque foi inventado, de que a Lei 
é uma ilusão porque a ordem é uma ficção e
 que a igualdade é mera escada para a subida 
da liberdade do vencedor e que a pena é o mau 
dos males de uma sociedade sovina sem amor.
Estrada Perdida

Estrada Perdida.
Corri pela estrada perdida,
 Fui enganada pelas meias verdades da vida, 
Carrego o peso da marca salgada do caminho,
 Indefinido é a sensação de si sentir sozinho,
 Viajei na sepultura do desespero,
 Mas não permiti meu enterro, 
Senti o sinônimo e o antônimo da respiração, 
No que pese o calabouço do mundo ser dado a alienação,
 Ao passo que tudo parece ser interpretação,
 aos olhos da natureza o caos não passa de ilusão.
Labirinto de Papel.

Labirinto de Papel.
Labirinto de Papel.Fiquei presa no labirinto de papel, 
gritei por ti, Ariel, Fui tentada pelo demônio de lábios de mel,
 lutei pelo meu tudo para não ser infiel, 
Pintei teu rosto no quadro da memória com
 o mágico pincel, ele trocou o sono mau 
pelo sonho fiel, Da boca que derretia 
mel estatelou-se fel

Estou a Levitar


Estou a levitar amparada pelo lombo da gravidade,

 Deslizei sobre as lágrimas da saudade, 
Sem tom nem som move o corpo da felicidade, 
Vivi a arte mágica sob os cabelos da sensibilidade, 
Toquei no coração da realidade, 
Ela disse que tudo que sai dele é desprovido de lealdade, 
Senti debulhada a minha mocidade, 
Quero que tu pagues pelo saque feito
 a minha vaidade, cadê a verdade?
Meu Sangue Virou Água

Meu Sangue Virou Água
Meu sangue virou água, Minha carne esterco,
 Da boca do mundo sai muita frágua, 
Ainda assim, o Verbo não perco, 
Seca ao sol a boa palavra, 
Ao passo que o engodo tem para si poderosa lavra, 
A humana vida atravessa na bestialidade, 
no tempo em que somente o poder faz verdade, 
quer saber? O homem do poder é uma não verdade!













FABIANA MACHADO
Advogada
Feira de Santana-Bahia

A quem você tem dado ouvidos?


Joás fez o que o Senhor aprova enquanto viveu o sacerdote Joiada. (2Cr.24.2)
Joás foi o único filho do rei Acazias que sobreviveu à ação de Atalaia para usurpar o trono de Judá -Vendo, pois, Atalia, mãe de Acazias, que seu filho era morto, levantou-se e destruiu toda a descendência real da casa de Judá. (2 Cr. 22.10)
A promessa do Senhor de preservar a linhagem de Davi no trono foi mantida (no caso de Joás) através do sacerdote Joiada conforme pode ser comprovado na leitura do capítulo 23 de 2 Cronicas.
Tinha Joás sete anos de idade quando começou a reinar, e quarenta anos reinou em Jerusalém; e era o nome da sua mãe Zibia, de Berseba. Joás fez o que o Senhor aprova enquanto viveu o sacerdote Joiada (2Cr. 24.1,2)
Após a morte do sacerdote Joiada, o rei passou a dar ouvidos aos príncipes de Judá

Milagres e Sinais


“Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele.” Jo 3.2
O Senhor sempre esteve muito presente no meio do povo, revelando-se com grande poder e autoridade. Através dos sinais e maravilhas o Eterno mostrava-Se como o Todo Poderoso, não deixando margens para dúvidas ou questionamentos.
As ações extraordinárias, milagres e sinais, foram-nos dados para vermos a manifestação da glória de Deus Pai e do Senhor Jesus (“Isso está acontecendo para que Deus revele o seu poder glorioso; e assim, por causa dessa doença, a natureza divina do Filho de Deus será revelada.” Jo 11.4“manifestou a sua glória, e os seus discípulos creram nele.” Jo 2.11).

Namoro Cristão


Como ser puros em dias nos quais a sexualidade é tão explorada? Não é muito fácil! Hora após horas nos deparamos com o diabo oferecendo um cardápio “convidativo”, mexendo com nossos sentidos. Ao ligarmos a TV, lá está o maligno usando o erotismo com toda as suas forças; sãos as novelas e os filmes pornográficos (inclusive, o servo de Deus não deve assistir novelas ou filmes pornô); os programas humorísticos, são verdadeiros exploradores da sexualidade; nas revistas mulheres seminuas são tratadas como mercadorias à venda na feira e nas propagandas o nudismo vende de arroz a carros importados;

Como surgiu o Dia dos Namorados?

Nesta sexta-feira comemora-se o dia dos namorados no Brasil. A data, 12 de junho, foi escolhida, há mais de cinquenta anos, por comerciantes paulistas, pela proximidade com o dia 13, dia de Santo Antonio, conhecido como santo casamenteiro. Na Europa e na América do Norte, a festa dos que se amam é celebrada no dia 14 de fevereiro, dia de São Valentim ou Valentino. Este santo viveu no Século III, em Roma na época em que o imperador Claudius proibiu casamentos durante as guerras, por achar que o amor prejudicava o ânimo dos soldados. Valentino continuou a casar os jovens que o procuravam, e passou à história como padroeiro dos apaixonados. Por sua atividade foi condenado à morte e decapitado no ano de 278.A tradição do dia dos namorados, todavia é anterior a São Valentino. Ela se originou na festa romana da Lupercalia (que depois passou a se chamar Februata), homenagem aos deuses Pã e Juno. Neste dia, quando a primavera já se aproximava, era organizada uma cerimônia na qual, nas aldeias, os nomes das moças eram