Pesquisar este blog

sábado, 4 de junho de 2011

Pressão cristã contra PL 122/2006 traz efeito que cristãos querem

Boas notícias!
Segundo fontes do meio político, a pressão dos evangélicos contra o PL 122/2006 está surtindo efeito positivo, conforme comentário de Boris Casoy, edição da madrugada de de 2 de junho de 2011. Segundo o jornalista, o texto mais recente do Projeto de Lei está muitíssimo alterado e à contento das bancadas evangélica e católica
Ativistas homossexuais negam a informação, veiculada ontem, de que fizeram convocação no site ABGLT para queima de Bíblia em 1º de junho em Brasília.
O benefício da dúvida cabe a todos os que são acusados. Se houve ou não houve um ataque de hackers no site ABGLT é questão à parte.
Repercussão
A Band, Rede Cultura, Canal Brasil, RedeTV!, e outros canais de televisão, fizeram matérias cobrindo a manifestação evangélica e católica, que segundo a Polícia Militar agregou mais de 20 mil pessoas. E vimos o exercício democrático, cidadãos fazendo a devida cobrança de posicionamento por parte dos parlamentares que elegeram. Vimos civilidade, testemunhamos a presença da paz.
A Rede Globo também fez uma reportagem, exibida em primeira mão no Jornal Nacional e repercutida em outros telejornais e emissoras da empresa, com entrevista de Malafaia e mostrando a entrega feita por ele de mais de 1 milhão de assinaturas contra o PL 122/2006 ao Presidente do Senado Federal, Senador José Sarney.
Creio que logo poderemos encontrar conteúdo de tudo isso no YouTube.
Brasil... Laico, sim... Laicista não!
Esse pessoal que deseja implementar no Brasil a Ditadura Gay, que chama a Bíblia de livro homofóbico, que criticam a presença de religiosos na política, desejam o quê?
Eles querem que existam apenas ateus e agnósticos nos poderes legislativos e executivos. Querem o Brasil só para eles!
Ora, isso é inviável! O católico, o evangélico, e todo aquele que confesse alguma fé, são eleitores, e representam a maioria demográfica na nação brasileira. E quem recebe o voto dessa gente se transforma em seu representante na vida pública da polÍtica. Assim sendo, não é possível que o Brasil seja laicista (sem religiosos no poder), porque é composto em sua maioria de cidadãos crentes em Deus, que preferem votar em quem também possui fé.

E.A.G.
Atualização: 02/06/2011 - 21h41
Postar um comentário