Pesquisar este blog

sábado, 23 de julho de 2011

Morte aos 27 liga Winehouse a Hendrix, Joplin, Morrison e Cobain

Encontrada morta neste sábado em seu apartamento em Londres, no Reino Unido, a cantora Amy Winehouse passa a integrar a lista de ícones da música que morreram aos 27 anos. A lenda que assombra o mundo do rock desde os anos 1970, quando morreram Jimi Hendrix e Janis Joplin, por overdose, Jim Morrison, do The Doors, de causa não esclarecida, e Brian Jones, do Rolling Stones, por suposto afogamento.
Duas décadas depois, Kurt Cobain, líder da banda Nirvana, passou a integrar essa trágica lista após se suicidar. De acordo com familiares do roqueiro de Seattle, desde criança ele falava do sonho de participar do clube, que inspirava a ideia de morrer jovem depois de viver intensamente.
Assim como outros famosos, a supeita é que a cantora britância tenha morrido de overdose. O corpo foi encontrado em seu apartamento após o serviço de emergências ter sido chamado por volta do meio-dia (pelo horário de Brasília, meio da tarde em Londres).
A carreira de Amy Winehouse foi marcada por escândalos e polêmicas, que, em sua maioria, envolviam problemas com drogas e alcoolismo. Por causa disso, em diversos shows foi vaiada, como em recente apresentação em Belgadro, na Sérvia, porque o público não entendia as músicas que ela estava cantando.
Morte prematura
Os problemas com as drogas e o álcool já haviam alertado para uma possível morte prematura da cantora. Durante uma entrevista em 2008, a mãe de Amy, Janis, disse que a família não ficaria surpresa se a filha morresse antes da hora. "Eu conheço minha filha há muito tempo e sei que ela pode estar morta dentro de um ano. Nós estamos olhando ela se matar lentamente", desabafou.
Postar um comentário