Crescimento Espiritual : 01/11/11 - 01/12/11

Pesquisar este blog

O perdão é mais importante para nós do que para aqueles a quem devemos perdoar


Precisamos perdoar, quer sintamos que temos o "di­reito" de ficar irados e magoados ou não. 
O perdão é, na realidade, mais importante para nós do que para aque­les a quem devemos perdoar porque ele mantém nosso coração "limpo" e agrada a Deus. 
Se houve alguém no Antigo Testamento que tinha o "direito" de ficar irado e magoado com outras pessoas, esse alguém foi José. Seus irmãos mais velhos, enciumados, planejaram matá-lo, mas, em vez disso, decidiram vendê-lo como escravo. 
José trabalhou como escravo para o capitão da guarda de Faraó no Egito; então, foi parar na prisão após ter sido falsamente acusado. José recusou-se a falar sobre seus "direitos" ou "erros" e, em vez disso, optou por perdoar. Isto o qualificou para o favor e a bênção de Deus, e José foi promovido a segunda maior posição no Egito, como governador, abaixo apenas de Faraó, aos 30 anos de idade.
Quando finalmente reencontrou-se com seus ir­mãos, José tinha todo o "direito" de ficar amargurado e ressentido (se é que isso existe). Eles o maltrataram e enganaram seu pai, e José tinha o poder de ordenar que fossem mortos naquele mesmo lugar. 
Em vez disso, José escolheu perdoar-lhes e tornou-se um salvador para toda a sua família. Quando viu seus irmãos, não pôde con­trolar-se. Chorou tão alto que toda a casa de Faraó ou­viu seu pranto. 
O mundo precisa saber que "a comuni­dade dos transformados" sabe perdoar. 

Vampirismo à luz da Bíblia

Estudo Bíblico sobre vampirismo, o que a Bíblia fala sobre Vampiros.
[...] Mas o Espírito expressamente diz que em tempos posteriores alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras e têm a sua própria consciência cauterizada, [...] (I Tm 4.1,2)
O apóstolo Paulo já advertia a quase dois milênios que chegariam tempos em que, não só os incrédulos, mas também os que supostamente conheciam a Palavra de Deus, voltariam as costas à verdade, dando ouvidos a Doutrinas Demoníacas.
Estas doutrinas seriam disseminadas por “espíritos enganadores” provenientes de homens fundamentados na mentira, possuidores de uma mente embotada, cauterizada; uma consciência completamente inacessível às verdades esclarecedoras da Palavra do Senhor.
No conceito filosófico platônico demônio (δαιμονιον = daimonion) significa um estado de pensamento constante em que o homem pode ser envolvido, acorrentado, enlaçado, uma idéia fixa, que pode leva-lo até a matar por ela. Disse ele, com respeito ao envolvimento proveniente das idéias com seu mestre Sócrates:
[...] “quem quer que esteja próximo a Sócrates e, em contato com ele, põe-se a raciocinar, qualquer que seja o assunto tratado, é arrastado pelas espirais do diálogo e inevitavelmente é forçado a seguir adiante, até que, surpreendentemente, ver-se a prestar contas de si mesmo e do modo como vive [...] (PLATÃO grifo meu)
A parte final da saga Crepúsculo, intitulado “Amanhecer”, chega arrebatando a atenção e os corações de milhões de incautos que, infelizmente, à semelhança do povo de Nínive, não sabem discernir a mão esquerda da direita. 
Esta é uma prova cabal de que as doutrinas de demônios estão ativas e influenciando jovens e adultos em todo o mundo
Bella, a protagonista, se casa com o vampiro Edward, dando início a uma improvável família. Bella se adapta, tanto que engravida de um “vampirinho” que agora a consome por dentro e tenta matá-la. 
Sabe, admiro como satanás não tem mais o interesse de deixar suas intenções ocultas nos porões subliminares, não senhores, agora ele faz questão de deixar claro seus ardis. Ele semeia sua semente, sua idéia, seu “daimonion” e então esta idéia começa a consumir a pessoas por dentro, começa a devorá-la, a destruí-la, tal qual a Bella do “Amanhecer”; e como a protagonista, que corria perigo de morte, assim também todos os que estão envolvidos com essas doutrinas ocultistas. 
Agora podemos entender o motivo de nossos jovens estarem tão insensíveis às coisas de Deus, tão amargos em seus relacionamentos familiares, tão deprimidos, sem esperança, apologistas da morte e do sofrimento; estão “grávidos” das doutrinas de demônios que vêm assolando este mundo, onde a saga Crepúsculo é apenas mais uma. 

Resignação: Enfrentando a Vida com um Suspiro


Todo um gênero de literatura religiosa se desenvolveu a partir deste tipo de atitude "espiritual". Na verdade, a maioria dos cristãos se encontra nesta categoria, numa ou noutra época. 
Às vezes, achamos que há algo de piedoso em nos resignarmos aos duros golpes da vida. A resignação não é uma virtude que distingue os cristãos. 
Poderíamos aprender com os escritores pagãos, como os estóicos da Grécia antiga, a aceitar a calamidade com resignação. Em geral, é a maneira mais fácil de reagir, uma espécie de fatalismo ou analgésico – anestesia onde deveria existir ação. 
A vitória cristã autêntica não está no caminho da mera resignação. Em vez disso, o cristão que cresce vê, como Jó viu, que, embora Deus possa nos ferir (ou permitir que sejamos feridos), "as suas mãos também curam." (Jó 5:18) 
Ainda bem que o rei Davi não vivia permanentemente "numa boa". Pense só nos Salmos que não conheceríamos, se fosse este o caso. Nos seus escritos, ele deixa ver um lado da sua natureza que nos intriga e inspira. Em vez de se resignar ao sofrimento, ele falou coisas como: "Por que estás abatida, minha alma? Por que estás perturbada dentro de mim?"(Salmos 42:5) 

Cegueira Espiritual, Atos 9.1-18.


O Texto  mostra claramente que Saulo de Tarso antes de se tornar O Grande Apostolo Paulo. 

Ele na verdade era o grande e implacável perseguidor da Igreja da Igreja de Cristo no inicio da era Cristã. 

Saulo de Tarso antes de se tornar o grande apostolo dos gentios. 

Muito antes da sua conversão. Saulo Chamado Paulo era um dos mais temidos perseguidores da Igreja de Cristo em Jerusalém e em toda a Judeia e Região,no versículo 13 diz que Ananias um servo de Deus que moravam em Damasco em uma visão disse para o Senhor: 
Ananias respondeu: Atos 9.13,14 
V. 13 - Senhor, muita gente tem me falado a respeito desse homem e de todas as maldades que ele fez em Jerusalém com os que crêem no Senhor. 
V.14 - E agora ele veio aqui a Damasco com autorização dos chefes dos sacerdotes para prender todos os que te adoram. 
Paulo Aterrorizava,Paulo Perseguia,prendia Maltratava e ameaçava de Morte os Seguidores da Igreja de Cristo. 
Veja alguns dos depoimentos do Apostolo Paulo em Atos 22.4 
Persegui os que seguiam este caminho e Fiz com que alguns fossem condenados a morte. Prendi homens e mulheres e joguei na cadeia. 
Ainda em Atos 8.3 A Bíblia diz: 
3 - E Saulo assolava a igreja, entrando pelas casas; e, arrastando homens e mulheres, os encerrava na prisão. 
A Insensibilidade e a Frieza de Paulo era de impressionar veja o que ele diz em Atos 22:20 
20 - E quando o sangue de Estevão, tua testemunha, se derramava, também eu estava presente, e consentia na sua morte, e guardava as capas dos que o matavam. 
Quando Estevão estava sendo apedrejado Paulo estava ali concordando, consentindo com aquele crime e até cuidava das capas dos seus assassinos. 
Paulo era um Homem Cruel, perverso e ímpio. 
Paulo não era bonzinho não!!!. 
E o que é ímpio? 
Ímpio é todo aquele que comete impiedade. Que é cruel perverso desumano que sente prazer na pratica do mal. 
Temos que ter muito cuidado é perigoso é errado agente se referir  aqueles que não são evangélicos de ímpios. " fulano de Tal  não é crente não é um evangélico ele é ímpio". 
Tem muita gente boa por ai que não são evangélicas, não são Crentes e que estão envolvidas em grandes projetos sociais e que são referencias e modelos para muitos crentes que existem por ai. 
Vou citar aqui um exemplo um homem que não era crente e nem ímpio Mas era um cidadão de bem. 
Cornélio Atos Capitulo 10.

Casamento, divórcio e filhos



Quais os primeiros sintomas comuns de uma crise no casamento? 

1. Ausência de diálogo, silêncio
2. Constantes discussões
3. Cobrança e apontar erros
4. Desprazer da vida sexual 
Dizem que a primeira crise séria do casamento vem depois do nascimento dos filhos, vc concorda? 
Não. Na maioria das vezes a gravidez já é uma tentativa de chamar atenção e solucionar a crise. 
Por que o nascimento dos filhos quase sempre traz uma mudança negativa para a vida do casal? 
A mulher passa dar quase toda a atenção ao filho; toda mulher é preocupada por natureza. Além disso, a criança exige muito tempo e trabalho. Ainda tem os 40 dias de resguardo. Logo, o marido perde a atenção principal da mulher, não faz sexo por causa do resguardo e o cansaço da mulher e a constante preocupação da mulher com a criança, irrita o marido. 
Como se precipitar às crises conjugais? 
O Titanic afundou por várias razões. No entanto, a principal foi que seu capitão não ouviu os seis sinais de alerta que dizima que as águas ao norte estavam geladas e que havia icebergs. Ele teimosamente não mudou o rumo para o sul nem diminuiu a velocidade. 

Tirando Proveito da Adversidade

Às vezes, nossos fardos parecem grandes demais para qualquer um suportar. Jesus tem um grande convite para nós: "Vinde a mim todos os que andais em trabalho e vos achais carregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Pois meu jugo é suave, e o meu fardo é leve." (Mat. 11:28-30, o grifo é meu) 
Vinde. Tomai. Aprendei. Que palavras poderosas! Contêm um convite para aceitar e tirar proveito de nossos fardos e problemas. 
O orador, escritor e estadista irlandês Edmund Burke (1729-1797) disse: "Nosso antagonista é nosso ajudante. Aquele que luta conosco fortalece nossos músculos e aguça nossas habilidades." 
Um músculo que não é usado se atrofia. Para atingir a sua força máxima, o músculo tem que se opor a alguma coisa. Para atingir o ápice como indivíduo, a pessoa tem que aprender a tirar proveito de uma dificuldade.