Pesquisar este blog

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Por que os homens amam com os olhos e a mulheres com os ouvidos? Por Michel Aires de Souza


Vai, portanto, não hesites. Procura conquistar todas as mulheres. Em mil, haverá talvez uma para te resistir. E quer cedam, quer resistam, todas gostam de ser cortejadas. Mesmo se fores derrotado, a derrota será sem perigo. Mas por que serias repelido, já que toda volúpia nova parece mais gostosa e somos mais seduzidos por aquilo que não nos pertence? A colheita é sempre mais abundante no campo alheio, e o rebanho do vizinho tem as tetas mais grossas. (Ovídio – Sec I a.C) 
Esta frase foi escrita por-Ovídio no seu livro “A arte de Amar” no século I a.C. Este livro levou Ovídio a ser expulso de Roma pelo imperador Augusto, uma vez que promovia o amor extraconjugal, algo intolerável para um governo que valorizava a família e os bons costumes. Apesar de ser um livro muito antigo, suas idéias ainda permanecem atuais, pois a natureza humana não se modificou de lá para cá. O homem sempre foi um ser sexual e a mulher sempre foi um ser afetivo. Mas por que isso sempre foi assim? Por que o homem é um animal tão devotado ao sexo e a mulher aos sentimentos? Numa primeira análise, somos levados a crer que esses impulsos são naturais. Mas numa análise mais atenta, percebemos que esses impulsos foram determinados historicamente. O homem não é somente um ser biológico determinado pela natureza, mas também é determinado historicamente pelas práticas sociais. 
A sexualidade e a reprodução são características imanentes no ser humano, assim como a função da alimentação; no entanto, o amor transcende a mera reprodução e sexualidade. O amor não surge como algo pronto e acabado, mas sim se desenvolve historicamente. Tal é a hipótese que tentaremos demonstrar.
Tornou-se comum pensar que o amor surge na espécie através da atração sexual. Ele seria um sentimento inconsciente que a espécie usou para se reproduzir. Contudo, o amor não pode ser definido apenas como desejo sexual. Do nosso ponto de vista, o amor não tem por fim a sexualidade e a reprodução. A reprodução teve um papel fundamental na criação do amor na espécie humana; todavia, em sua evolução ele transcendeu a mera sexualidade.

A IMORALIDADE JÁ NÃO CAUSA VERGONHA

"Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição; que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra, não com o desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus; e que, nesta matéria, ninguém ofenda nem defraude a seu irmão; porque o Senhor, contra todas estas coisas, como antes vos avisamos e testificamos claramente, é o vingador, porquanto Deus não nos chamou para a impureza, e sim para a santificação. Dessarte, quem rejeita estas coisas não rejeita o homem, e sim a Deus, que também vos dá o seu Espírito Santo".
1 Tessalonicenses 4:3-8
Pregar sobre pecado não dá ibope. Então, consequentemente, se omite a pregação sobre santificação, afinal, uma vida de pecado é uma vida separada de Deus, mas os espasmos "espirituais" induzem o indivíduo a acreditar que Deus está interessado no seu "louvor" e não na sua vida pessoal.
A integridade foi derrotada e envergonhada no entendimento da população gospel, e deu lugar ao carisma. Qualquer safado se dá bem, basta uma pequena e ridícula dose de estrelismo, e se fizer "mágica santa" mais sucesso obterá.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Vingança

A vingança é uma reação natural diante das injustiças. Poderia até ser considerada justa, do ponto de vista humano. É natural pensar que quem faz algo prejudicial contra outrem deve receber o que merece. Mas o conselho bíblico de hoje é: “Não digas: Vingar-me-ei do mal.”
Dá a impressão de que Deus quer que você aceite passivamente as injustiças. Por que o justo deve suportar em silêncio o abuso do injusto? A segunda parte do provérbio de hoje traz a resposta. A vingança causa mais dano a quem pratica do que a quem a recebe.
Qualquer tipo de vingança, antes de ser uma realidade, é um coquetel de emoções negativas: ódio, raiva, rancor, ira, mágoa e desespero. Esses são sentimentos próprios do coração natural. Mas o fato de serem naturais não significa que sejam corretos. Ao contrário, é um aglomerado de veneno que destrói as coisas mais puras que o ser humano tem. É como ácido que corrói valores, princípios e principalmente a paz do coração. Por isso, a promessa é: “Ele te livrará.” A pessoa vingativa vive em escravidão.

Conversão de criminosos na prisão é verdadeira? Teólogo comenta


O programa Fantástico, veiculado pela TV Globo, mostrou cenas que intrigaram e causaram impacto no público. No pátio da penitenciária de Tremembé, Suzane Von Richthofen e Anna Carolina Jatobá, ambas condenadas por crimes bárbaros e cruéis, andavam e conversavam descontraidamente.
A narração de Valmir Salaro trouxe a informação mais chocante: Suzane agora é pastora evangélica e prega entre as detentas do local.
Além de Suzane, outros condenados por crimes hediondos também revelaram que se converteram, entre eles, Anna Carolina Jatobá, o goleiro Bruno Fernandes, o ator Guilherme de Pádua, para citar os mais conhecidos.
Em comum, eles têm na ficha policial crimes contra membros da própria família, pais, enteadas e namoradas.
“Não há como determinar se a conversão de uma pessoa é verdadeira ou não, pois isso é de ordem interior e espiritual”, segundo o apologista e doutor em Filosofia das Religiões Alex Belmonte. Segundo ele, o real convertido pode ser conhecido por suas obras e frutos, e que só com o tempo esses fatores podem ser observados.
Já a notícia de que alguns deles se tornaram pastores, Belmonte diz que não acredita no sucesso de líderes religiosos formados sem a estrutura acadêmica e espiritual necessária.
Para o estudioso, é necessário não somente um curso teológico ministrado por mestres teólogos experientes, mas também um conteúdo teológico, o exame realizado antes de assumir o ministério e, principalmente, o tempo e experiência na jornada cristã.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Arca de Noé é inaugurada na Holanda, após 20 anos de trabalho

Uma das histórias mais conhecidas da Bíblia é a de Noé, que mostra como a fé de um homem conseguiu salvar a humanidade e também todos os animais de um dilúvio. Com um objetivo parecido uma réplica da arca foi concluída este mês. Idealizada por Johan Huibers, holandês protestante, de 52 anos, a arca foi inaugurada em Dordrecht, na Holanda.
A réplica começou a ser construída em 1992 após um sonho, que revelou a Johan o derretimento de gelo devido o aquecimento global. No sonho, o holandês teria sido engolido pelo Mar do Norte. “No dia seguinte, comprei um livro sobre a Arca de Noé e nessa mesma noite tive a ideia de construir a embarcação”, conta.
A réplica que manteve detalhes como uma janela superior para deixar voar uma pomba, como dito na Bíblia, teve um investimento de 1, 6 milhões de dólares, de acordo com Fayer Wayer.
A estrutura maciça, 135 metros de comprimento, 22,5 metros de largura e 13,5 metros de altura (300, 50 e 30 cotovelos, como descrito nos capítulos 6 a 9 do livro de Gênesis), na sua primeira fase em 2008, atraiu 600 mil visitantes, que tiveram que pagar cerca de U$ 3.500 cada.
Com uma única diferença com a estrutura descrita na Bíblia, a réplica da Arca de Noé foi construída com pinho sueco (o original era com ciprestes). A amostra ainda possui figuras de tamanho real dos animais que devem ter entrado na arca, deixando o ambiente mais real.
Huibers pretende levar a arca para visitar as águas do rio Tamisa em Londres durante os Jogos Olímpicos, que começam no dia 27 de julho, acreditando que se tornará, em poucos dias, um fato muito comentado globalmente.
Construção não é a única

domingo, 15 de julho de 2012

Dia Internacional do Homem

No dia 15 de Julho, comemora-se o Dia do Homem no Brasil. Já em outros países, a data firmada para tal solenização é 19 de novembro, dia que marca o início da data comemorativa, criada em 1999, por Dr. Jerome teelucksingh, em Trinidad e Tobago. Hoje, em caráter internacional, é celebrada na Jamaica, Austrália, Índia, Itália, Estados Unidos, Nova Zelândia, Moldávia, Haiti, Singapura, Malta, África do Sul, Gana, Hungria, Canadá, China e Reino Unido.
A criação da data teve como objetivo a promoção da saúde dos homens e a busca por igualdade entre gêneros, destacando a discriminação sofrida e enfatizando as conquistas e melhorias trazidas por eles em diversos aspectos que envolvem sociedade e família.
Desde o início da celebração, a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) apoia a iniciativa e, através de sua representante, Sra. Ingeborg Breines, diretora da Secretaria de Mulheres e Cultura de Paz, afirma que “é uma excelente ideia e que daria um certo equilíbrio de gênero”.
O artigo 1° da Declaração Universal de Direitos Humanos relata:
“Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.”
O Dia do Homem tem igual importância ao Dia da Mulher, pois ambos têm o seu espaço na sociedade e buscam objetivos semelhantes como a promoção da vida, o bem-estar da família, o cuidado com o meio ambiente e a busca pela saúde física e mental.

Por Gabriela Cabral
Equipe Brasil Escola

sábado, 14 de julho de 2012

Sexo alivia dor de cabeça - sexo faz bem a saúde.

Você sabia que sexo e saúde andam de mãos dadas? Provérbios 5.18-19 diz:
"Seja bendito o teu manancial" -> manancial são todos os órgãos reprodutores.
"e alegra-te com a mulher da tua mocidade, corça de amores e gazela graciosa. Saciem-te os seus seios em todo o tempo; e embriaga-te sempre com as suas carícias." (Pv 5.18-19)
Depois de uma pesquisa envolvendo mais de 8 mil pessoas e muitos pesquisadores, cientistas e médicos, a revista Veja fez uma matéria, cuja manchete da capa era: "O Ministério da Saúde recomenda: faça sexo". Será por quê? Porque o sexo é bom para saúde.
Primeiro, o sexo é bom para o coração. Quando a pessoa fica excitada as células dos genitais liberam óxidos nítricos, o que favorece a dilatação dos vasos sanguíneos e aumenta o fluxo do sangue.
Segundo, o sexo é bom para o humor. Neste ciclo, o cérebro libera endorfina - hormônio capaz de aliviar situações dolorosas-, libera ainda oxitocina - que fortalece o vínculo afetivo e orgasmo libera serotonina - hormônio responsável pelo bem estar. Quem pratica o ato sexual numa freqüência significativa - diária, semanal ou mensalmente (depende da idade e do apetite) é muito mais bem humorado do que os outros.
Terceiro, o sexo é bom para auto-estima. Cientistas sugerem que a atividade sexual diminui a ansiedade, alivia o estresse e contribui para a auto-estima.

O Que A Biblia diz Sobre A Mulher Que Trabalha Fora De Casa

Se uma mulher deve ou não trabalhar fora de casa é uma pergunta freqüente. A Bíblia tem instruções sobre o papel da mulher. Em Tito 2:3-5, Paulo nos dá instruções sobre como uma jovem esposa deve ser treinada pelas mulheres mais velhas: “As mulheres idosas, semelhantemente, que sejam sérias no seu viver, como convém a santas, não caluniadoras, não dadas a muito vinho, mestras no bem; Para que ensinem as mulheres novas a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos, A serem moderadas, castas, boas donas de casa, sujeitas a seus maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja blasfemada.” Nessa passagem, A Bíblia é bem clara que quando há crianças na situação, elas são a responsabilidade principal da jovem esposa. O dever das mulheres mais velhas é de ensinar as mulheres jovens a viver uma vida que glorifique a Deus. Mantendo estas responsabilidades em mente, o tempo da mulher mais idosa pode ser gasto de acordo com a direção do Senhor e de acordo com o seu próprio critério.
Provérbios 31 fala da “mulher virtuosa”. Começando com versículo 11, o escritor elogia essa mulher como uma que faz tudo que está ao seu poder para cuidar de sua família. Ela trabalha duro para cuidar de seu lar e manter sua família em ordem. Versículos 16, 18, 24 e 25 mostram que ela é tão industriosa que sua lâmpada não se apaga de noite para providenciar rendimento adicional para sua família. A motivação dessa mulher é importante porque suas atividades de renda eram um meio para alcançar seu objetivo final, não um objetivo em si.

Meu Casamento Está Fracassando, Já Pensei Em Suicídio, Me Ajude.


Pergunta:
Queria um aconselhamento espiritual por parte de sua pessoa entrei em um site evangélico sobre estudos bíblicos a procura de uma orientação para que consiga uma resposta para minha situação de vida. Casei com 22 anos de idade sem amar minha esposa, simplesmente pelo fato de poder sair de casa, pois meus pais eram muitos duros na educação e para não sair de casa e magoá-los resolvi casar para conseguir esta "liberdade". Fui criado em um lar evangélico, e hoje não freqüento mais. Estou enfrentando lutas imensas para voltar a minha igreja. Tenho esposa (quando casei já tinha esta menina na qual assumi como minha filha também, e que aliás é uma benção de menina, vai a igreja sempre). Hoje, pastor, olho para minha esposa e fico decepcionado, brigamos por causa dos filhos que as vezes não a respeita muito. O que eu faço? Me orienta através de passagens bíblicas, livros ou alguma coisa neste sentido. Tenho vontade de morrer, me sinto como um soldado cansado da batalha, já parei no meu caminho. Devo terminar o casamento? O que eu faço? Não quero ver meus filhos sofrendo como estão! Me ajuda, pelo amor de Deus.
Resposta
Não se pode negar que você deu um passo errado. O primeiro erro foi desejar livrar-se da submissão aos pais por causa da rígida disciplina. Estou convicto de que seus pais lhe indicavam o caminho das verdades bíblicas, a verdade do evangelho. Na verdade, você está colhendo o que semeou. É a lei da semeadura e da colheita.
Mas não está tudo perdido. Jesus lhe faz um convite e promete alívio: "Vinde a mim todos os que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei" (Mt 11.18). É preciso que você creia firmemente nessa promessa. Ele lhe promete alívio. A liberdade pretendida não lhe trouxe alívio; trouxe-lhe peso.
Não creio que você em algum momento tenha se convertido verdadeiramente e aceitado Jesus como Senhor e Salvador pessoal. Talvez você tenha freqüentado por algum tempo uma congregação evangélica apenas para satisfazer ou agradar seus pais. Nem sempre os filhos de pais crentes são crentes.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Você sabe quem era Jezabel?

Jezabel era filha de Etbaal, rei dos sidônios e adorava Baal. Sob a influência dela, o rei Acabe, seu marido, construiu um altar e um templo para Baal. A própria Jezabel dava teto e comida para 850 profetas das religiões pagã (I Rs 18.19).
Ela foi e é considerada a mulher mais ímpia citada na Bíblia. Ela era arrogante e calculista, premeditava a morte dos profetas do Senhor! O alvo de Jezabel de promover a adoração a Baal, tranformou-a numa mulher destrutiva. Seus crimes tornaram-se, ao longo dos anos, algo pessoal.
O profeta Elias, após derrotar os profetas de Baal no monte Carmelo, foi cruelmente perseguido por Jezabel, a ponto de desejar a morte. Com a ajuda de Deus, Elias enfrentou Jezabel, predizendo que ela, Acabe e sua família seriam exterminados. E foram (2Rs 9.33)!
Nada restou: poder, luxo, dinheiro e família!
Embora Jezabel se vestisse bem e se enfeitasse (2 Rs 9.30), em seu interior ela era feia por causa do ódio. 
Infelizmente, em nossos dias, Jezabel só é mencionada quando querem falar sobre roupas, acessórios e maquiagens... vaidades! Esquecem que o grande erro de Jezabel foi adorar a Baal, perseguir e matar os profetas de Deus.
Com certeza, Jezabel priorizou as coisas mundanas (seus adereços e seu poder) e por conseguinte, esqueceu-se de Deus, uma vez que, se em seu íntimo ela tivesse buscado primeiramente e prioritariamente à Deus, tais atos pecaminosos ela não teria praticado. O problema dela não foi exatamente o lápis que ela usou para colorir os olhos, o batom em sua boca, o pó no rosto nem os enfeites na cabeça (2 Rs 9.30), e sim porque ela não teve um coração voltado pra Deus. 
Dizendo-se profetisa, Jezabel, fazia bruxarias e enganava o povo, induzindo-os a se prostituírem e a comer dos sacrifícios da idolatria. Ela descuidou da sua casa, da sua família.
Jamais, jamais se considere parecida com Jezabel só por dar lugar à vaidade, nem se considere digna da salvação somente por não ter vaidade externa. Sua comunhão com Deus quem determina é o teu coração, e se manifesta através das tuas atitudes para com o teu próximo.
Deus sonda o teu coração e conhece os teus pensamentos.”Como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece daqueles que o temem. Pois Ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó” (Sl 103.13-14).
Não diminua o sacrifício de Jesus por nós na cruz do calvário achando que vai se salvar somente por seguir à risca costumes, muitos deles, ultrapassados. A salvação é por fé e não por obras para que ninguém se glorie.”Porque pela graça sois salvos,por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras para que ninguém se glorie!”( Ef 2.8e9). ”Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me conhecer e saber que Eu sou o Senhor, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor”(Jr 9.24).
A sua salvação não se resume apenas a uma vida destituída de vaidades, e sim de uma fé inabalável em Cristo Jesus, o qual nos liberta e nos purifica de todo pecado.
Os exageros também não nos fazem bem, portanto, devemos evitá-los. Tudo nessa vida tem limites! Até a simplicidade pra ser simples tem que ter limites; se não, torna-se bizarra, digna de zombarias.
Mas não posso concordar com certos legalistas. Os legalistas acreditam que por seguirem à risca os costumes denominacionais, não precisam mais converterem-se. É como uma receita pronta: faça isso, faça aquilo, não use isso e não use aquilo que você estará salvo. ”Condutores cegos!Coais mosquitos e engolis um camelo”(Mt 23.24).
Há coisas maiores com o que se preocupar! Nós seremos salvos é pela graça. Pela graça de Deus!
Graça= favor imerecido!
E a nossa salvação é um processo! Todo dia temos que nos arrependermos de algo e procurarmos fazer algo pela nossa salvação!
Que Deus tenha misericórdia da minha e da tua vida.

| Autor: Kézia Souza | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |

domingo, 8 de julho de 2012

1ª Igreja Batista de Santo Estevão no MEGATRANS

A 1ª Igreja Batista de Santo Estevão também esta envolvida e participando de forma ativa neste grande Projeto Evangelizador MEGATRANS .
A 1ª Igreja Batista de Santo Estevão ao longo de sua Historia tem se envolvido em todos os projetos e campanhas de evangelização da Junta de Missões Nacionais. O Pastor João Perreira dos Santos (Pastor Presidente da PIB) e Liderança tem levado e incentivado  a todos   os que fazem parte da 1ª Igreja Batista a serem  parceiros,apoiando e contribuindo com Ofertas de Missões para a Obra Missionária em Todo Brasil ,porque entendemos e sabemos  a importância e  o efeito que o Evangelho de Cristo provoca nas Pessoas. 
A mobilização Jesus Transforma, ou TRANS, como é mais conhecida, é uma ação missionária que envolve milhares de voluntários na proclamação do evangelho. Participar desse grande desafio é, acima de tudo, demonstrar o seu amor a Deus, possuir uma vida cheia do Espírito Santo, ter uma autêntica paixão pelos perdidos e forte compromisso com a expansão do Reino.
durante todo o Mês julho de 2012, A MEGATRANS está todos os estados brasileiros, envolvendo 100 mil voluntários, distribuídos em 500 bases operacionais, formando, em média, 6.250 equipes com 16 participantes, com o objetivo de evangelizar mais de 2.500.000 pessoas. 
Antes da ação missionária, haverá o período de treinamento e capacitação, quando voluntários receberão informações sobre o campo de atuação e aprenderão técnicas de evangelização arrojadas que ajudarão nos trabalhos de visitação de casa em casa, abordagem nas ruas, trabalho com crianças e ação social. Ao fim do projeto, igrejas e congregações locais darão continuidade ao trabalho em cada cidade e bairro alcançado, firmando na fé os novos convertidos através do discipulado e capacitando líderes visando o fortalecimento e desenvolvimento das igrejas e congregações, e ainda, a plantação de novas igrejas multiplicadoras. 
Fonte:Crescimento Espiritual 

terça-feira, 3 de julho de 2012

O Senhor fortalece os seus na hora da debilidade

“Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço,” Isaías 41:10
Quando somos chamados a servir e sofrer, fazemos um inventário de nossas forças, e descobrimos que são menores do que pensávamos, e mais inferiores do que necessitávamos. Porem, nosso coração não deverá se abater em nosso intimo, já que contamos com uma palavra com essa, na que podemos nos apoiar, pois garante-nos tudo aquilo que possamos necessitar.
Deus tem uma força onipotente, e Ele pode comunicar-nos essa força, e promete que assim fará. Ele será o alimento para nossa alma, e a saúde de nossos corações – e , assim, Ele nos dará força. Não se pode saber quanto poder Deus colocará em um homem. Quando a fortaleza divina vêm, a debilidade humana já não é mais um obstáculo.
Não recordamos de épocas de labores e provas nas que recebemos tal fortaleza especial que nos espantamos com nós mesmo? Em meio do perigo, conservamos a calma, diante da perda se seres queridos, estivemos resignados; em frente à calúnia, possuímos domínio próprio, e na enfermidade estávamos pacientes. O fato é que Deus provê uma força inesperada quando provas inusitadas nos sobrevém. Nos levantamos por cima de nossas frágeis constituições. Os covardes fazem o papel de homens, os insensatos recebem sabedoria, e aos quietos lhes é dado no preciso instante o que haverão de falar.
Minha própria debilidade faz com que eu me acovarde, porem, a promessa de Deus converte-me em valente. Senhor, fortalece-me “conforme Tu disseste.”

Autor: Spurgeon
Fonte: Projeto Spurgeon / Novo Tempp

O livre arbítrio existe?

A resposta é SIM. Mas, antes de provarmos biblicamente a existência do livre arbítrio, vamos entender o que isto significa.
Livre arbítrio é a capacidade que todo indivíduo criado tem, de fazer escolhas, sendo assim, responsável por suas próprias escolhas e decisões. Deus é bom, e criou criaturas boas, com esta qualidade denominada livre arbítrio. O Homem fez mau uso do seu livre arbítrio e acabou caindo no pecado. A Queda do Homem no pecado deixou a vontade humana intacta no sentido em que ainda temos a faculdade de escolher. Nossa mente foi obscurecida pelo pecado e nossos desejos presos a impulsos ímpios. Mas ainda podemos pensar, escolher e agir. Nós continuamos com a nossa capacidade de escolha (livre arbítrio). Nossas escolhas são determinadas por aquilo que desejamos. São determinadas por nós mesmos. Esta é a própria essência da liberdade.
Agora, vamos ver o que a Bíblia diz sobre o assunto:
Em Marcos 16:15-16 está escrito: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado”. Se não existisse o livre arbítrio, as pessoas não teriam a escolha de aceitar ou rejeitar o Evangelho de Cristo. Pelo fato de haver livre arbítrio, as pessoas podem aceitar ou rejeitar o convite de salvação. Se aceitarem, serão salvas. Já se rejeitarem, serão condenadas.
Em Hebreus 3:7-8 está escrito: “Pelo que, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações, como na provocação, no dia da tentação no deserto”. Se não houvesse livre arbítrio, as pessoas não poderiam escolher entre atender a voz de Deus ou endurecer o coração. Pelo fato de existir livre arbítrio, podemos escolher se vamos endurecer o nosso coração ou atender ao chamado do Senhor Deus.

domingo, 1 de julho de 2012

Louvando à Deus em meio a dor.

"E, havendo-lhes dado muitos açoites, os lançaram na prisão, mandando ao carcereiro que os guardasse com segurança. O qual, tendo recebido tal ordem, os lançou no cárcere interior, e lhes segurou os pés no tronco. E, perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam. E, de repente, sobreveio um tão grande terremoto, que os alicerces do cárcere se moveram, e logo se abriram todas as portas, e foram soltas as prisões de todos." (Atos 16:23-26).
Paulo e Silas estavam na Macedônia quando encontraram uma jovem que estava possessa por um espírito de adivinhação. A Bíblia narra que essa moça dava muito lucro aos seus senhores. Paulo expulsou aquele espírito maligno. Quando os donos da jovem escrava viram que seu lucro iria embora, criaram uma confusão e conseguiram que eles fossem presos. Perto da meia-noite, Paulo e Silas estavam nus, presos pelos pés, amarrados em um tronco, com as costas ardendo dos açoites que tomaram. Aparentemente, tinham todas as razões do mundo para murmurar. Estavam vivendo sob provação, passando pelo "vale escuro", e o que fizeram? Reclamaram ou murmuraram? Não. Eles oraram e entoaram cânticos de louvor ao Senhor. Aqueles que conseguem se comportar dessa maneira, em meio à provação, sem dúvida, são possuidores de grande saúde emocional.