Pesquisar este blog

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Deus criou o mal?

À primeira vista pode parecer que, se Deus criou todas as coisas, então deve também ter criado o mal. Entretanto, há aqui um pressuposto que deve ser esclarecido. O mal não é uma “coisa”, como uma pedra ou a eletricidade. Você não pode ter um pote de mal! Mas o mal é algo que acontece, como o ato de correr. O mal não tem uma existência própria, mas na verdade, é a ausência do bem. Por exemplo, os buracos são reais, mas somente existem em outra coisa. À ausência de terra, damos o nome de buraco, mas o buraco não pode ser separado da terra.
Quando Deus criou todas as coisas, é verdade que tudo o que existia era bom. Uma das boas coisas criadas por Deus foram criaturas que tinham a liberdade em escolher o bem. Para que tivessem uma real escolha, Deus deveria permitir a existência de algo além do bem para escolher. Então Deus permitiu que esses anjos livres e humanos escolhessem o bem ou o não bem (mal). Quando um mau relacionamento existe entre duas coisas boas, a isso chamamos de mal, mas não se torna uma “coisa” que exige ter sido criada por Deus.
Examine o exemplo de Jó em Jó capítulos 1 e 2. Satanás quis destruir Jó, e Deus permitiu que Satanás fizesse tudo, exceto matá-lo. Deus permitiu que isto acontecesse para provar a Satanás que Jó era reto porque amava a Deus, e não porque Deus o tinha tão ricamente abençoado. Deus é soberano, e no controle máximo de tudo o que acontece. Satanás nada pode fazer a não ser que tenha a “permissão” de Deus. Deus não criou o mal, mas Ele permite o mal. Se Deus não houvesse permitido a possibilidade do mal, tanto a espécie humana quanto os anjos estariam servindo a Deus por obrigação, não por escolha. Ele não quis “robôs” que simplesmente fizessem o que Ele gostaria que fizessem por causa de sua “programação”.

A Oração Para Vencer Satanás

Estamos vivendo uma era maligna. Satanás, auxiliado por anjos caídos e demônios, está determinado a roubar e destruir. Se não nos apoiarmos no poder da oração, não seremos capazes de abater o poder de Satanás.

O diabo nunca se preocupou muito com os rituais da igreja – mas tem medo mortal da oração genuína. Quando uma pessoa começa a orar de verdade, começa a descobrir novas e diversas formas de oposição da parte de Satanás.
Satanás é mentiroso e o pai da mentira ele tem prazer em roubar e destruir, mas Cristo nos concede autoridade sobre a obra dele, quando aprendemos a orar.
Para sabermos como a oração pode desbaratar o poder de Satanás, quando ele estiver operando em nossos amigos e antes queridos, precisamos entender o que a Bíblia ensina sobre ele.
Sendo o dirigente do louvor celestial, Satanás tinha acesso a Deus. Isaias diz o seguinte a seu respeito: “ Como caíste do céu o estrela da manha , filho da alva? Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! Tu dizias no teu coração e subirei ao céu acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte me assentarei, nas extremidades do Norte; subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo. Contudo serás precipitado para o reino dos mortos, no mais profundo abismo.” (Is 14 . 12 – 15 .).

Por que a poligamia é pecado e crime se na civilização antiga era permitido?

Entenda uma coisa: além de as leis brasileiras não permitirem o casamento com mais de um cônjuge simultaneamente, Deus também condena a poligamia.

Na civilização antiga, as famílias eram organizadas em tribos e viviam sob o regime do patriarcado, que dava ao homem poderes sobre a família e domínio sobre a mulher. A poligamia era livremente praticada naquela época porque ainda não haviam sido reveladas as leis divinas que regem os relacionamentos e outros aspectos da vida. O padrão de comportamento ético e moral da população era baseado em questões culturais, no senso comum.
Ainda assim, a lição bíblica é clara: a poligamia causou graves problemas ao relacionamento familiar. Vemos isso no Antigo Testamento, na história dos patriarcas e dos reis de Israel.
Por exemplo, o nascimento de Ismael, o filho que Abraão teve com Agar, uma escrava egípcia, provocou tanto ciúme e tanta rivalidade entre ela e Sara, a esposa legítima do patriarca, que Agar foi expulsa de casa com o filho, e Abraão teve de separar-se de Ismael de vez (Gênesis 16.1-9; 21.8-14).

Como posso saber se algo é pecado?

Há dois aspectos envolvidos nesta questão:
(1) Há coisas que a Bíblia especificamente menciona e declara como pecado.
Exemplos disto incluem: Provérbios 6:16-19; Gálatas 5:19-21; I Coríntios 6:9-10. Não pode haver dúvidas que estas Escrituras apresentam tais atividades como pecaminosas, coisas que Deus não aprova. Assassinato, adultério, mentira, roubo, etc. – não há dúvidas de que a Bíblia apresenta tais coisas como pecado.
(2) O ponto mais difícil está em determinar o que é pecado em áreas que a Bíblia não apresenta diretamente.
Quando a Bíblia não menciona um determinado assunto, temos, em Sua palavra, alguns princípios gerais que nos guiarão.
(a) Quando não há referência específica na Escritura, é bom perguntar não se determinada coisa é errada, mas se é realmente boa.
A Bíblia fala, por exemplo, em remir o tempo (Colossenses 4:5). Nossos poucos dias aqui na terra são tão curtos e preciosos em relação à eternidade, que não devemos jamais perder tempo com coisas egoístas, mas usá-lo somente com coisas boas “ para promover a edificação” (Efésios 4:29).
(b) Um bom teste é determinar se podemos honestamente, em sã consciência, pedir a Deus que abençoe e use a atividade em particular para Seus próprios bons propósitos.
“Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus” (I Coríntios 10:31). Se há lugar para a dúvida se algo agrada a Deus, então melhor é desistir.“...e tudo o que não é de fé é pecado” (Romanos 14:23).
(c) Precisamos nos lembrar de que nossos corpos, assim como nossas almas, foram redimidos e pertencem a Deus.
“Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus” (I Coríntios 6:19-20). Esta grande verdade deve ter um verdadeiro impacto no que fazemos e aonde vamos com nossos corpos.

Famílias a serviço de Deus

"Temos o privilégio de sermos cooperadores de Deus no estabelecimento do seu Reino."
O apóstolo Paulo, na conclusão da sua carta aos Romanos, faz a mais longa saudação de todas as suas cartas.Nessa conclusão, ele cita várias pessoas e algumas famílias que estavam a serviço de Deus. Essas pessoas e essas famílias servem de exemplo para nós ainda hoje. Voltemos ao passado e aprendamos com esses irmãos e irmãs que nos precederam.
Casas abertas para acolher (Rm 16.3-5,14,15)
Priscila e Áquila foram cooperadores do apóstolo Paulo. A casa deles era um local de reunião, onde a igreja de Deus se congregava. Tanto em Corinto quanto em Roma a casa de Priscila e Áquila era um santuário, onde a igreja se reunia. Eles eram hospitaleiros e acolhedores. Faziam da casa deles uma extensão da igreja e um porto seguro para as pessoas buscarem refúgio em Deus.
Esse casal abriu seu lar para hospedar a igreja de Deus, arriscando a própria vida, pois aquele era um tempo de perseguição. Nos versículos 14 e 15, o apóstolo Paulo cita mais duas casas, onde grupos da igreja se reuniam para adorar a Deus e proclamar sua Palavra.
Hoje, precisamos de famílias que abram as portas da sua casa para que o evangelho de Cristo seja também proclamado. O lar é um dos principais instrumentos na evangelização do mundo. Não podemos abrir mão de fazer da nossa casa uma extensão da igreja do Deus vivo.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

No quarto de um casal cristão pode tudo (em relação ao sexo)?

Esta é uma pergunta que sempre me fazem. 
Geralmente citam 1 Co 7.4 onde o apóstolo Paulo disse: 
“A esposa não manda no seu próprio corpo; quem manda é o seu marido. Assim também o marido não manda no seu próprio corpo; quem manda é a sua esposa.” 
Eu começo afirmando que, dentro do quarto de um casal cristão que teme ao Senhor, deve prevalecer os limites da Palavra e do bom senso. Se alguém afirmar que vale tudo, isso significa dizer que o casal pode levar para o quarto, algemas, chicotes, velas para derreter em cima do corpo do outro (sadomasoquismo), pode também levar um animal de estimação (zoofilia) ou uma terceira pessoa para a pratica do sexo grupal a lista é interminável. Quem quebra os limites do bom senso, é porque já quebrou os limites que a Palavra do Senhor impõe. Isto posto, talvez você esteja perguntado: Então o que Paulo quis dizer? É simples, ele falava do espírito democrático na prático do sexo dentro do casamento.

Revigore a sua vida sexual

Para que os dois estejam preparados para enfrentar as tentações, cada um deve cumprir com seu papel quanto ao ato conjugal, como convém aos filhos de Deus. (I Coríntios 7.2-5). Busquem a realização mútua, vivam a plenitude dessa bênção sexual.
"Nem sempre o problema está no instrumento. Às 
vezes, é o músico que não tem habilidade".
"Por melhor que seja o instrumento, se estiver desafinado, 
não será possível extrair dele um som agradável. Assim são as mulheres, 
podem ser bonitas, ter um corpo exuberante e 
ser inteligentes, porém, se, emocionalmente, estiverem 
desafinadas, o relacionamento sexual não será com 
qualidade".
"Como podemos ter intimidade se não somos íntimos?" 
"O ato conjugal entre um casal cristão que se ama é como o encontro das águas de um rio que andou quilômetros para achar o seu mar. A fonte do rio é o amor, e a água do mar, a realização". 
(Marlene Guerrato)
O você que acha de um casal que se relaciona sexualmente uma vez no inverno, outra no verão, outra na primavera e outra no outono? 

domingo, 21 de abril de 2013

Cristãos fazem boicote à Rede Globo hoje


Cristãos fazem boicote à Rede Globo hoje
Não é a primeira vez que cristãos indignados com alguns programas da Rede Globo propõe um dia de boicote ao canal de TV mais influente do país. Embora nunca oficialmente confirmado, analistas acreditam que foi esse tipo de campanha nas redes sociais que levou a emissora carioca a procurar, nos últimos tempos, uma aproximação com pastores e trazer cantores gospel para sua gravadora, a Som Livre.
Com uma população evangélica crescente e a postura pública do papa contrária ao casamento gay, evangélicos e católicos têm algumas bandeiras em comum. Além da reafirmação da família tradicional, questões como o aborto fez com esses ramos do cristianismo afinassem o discurso.
No início do mês começou a circular na internet um email, assinado pelo pastor João Pedro, que propôs um boicote à TV Globo no dia 21 de abril de 2013. O motivo é protestar pelas questões que são defendidas pela emissora e que contrariam os ensinamentos cristãos. O texto diz:

terça-feira, 16 de abril de 2013

Ingratidão

“Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro de dez leprosos... um dos dez, vendo que fora procurado, voltou, dando glória a Deus em alta voz,... então Jesus lhe perguntou: não eram dez os que foram curados? Onde estão os nove...?” Lucas 17. 11-19
O que é gratidão?
Gratidão é reconhecer que alguém nos ajudou, que alguém nos estendeu a mão, que alguém fez alguma coisa por nós. É reconhecer que alcançamos uma vitória, porque alguém segurou as nossas mãos e nos puxou para cima.
E o que é ingratidão?
Segundo o dicionário, é característica de uma pessoa estéril, desagradável, que não correspondeu às expectativas. O Senhor tem falado muito ao meu coração sobre ser grato pelas bênçãos que Ele nos tem concedido. Tudo que temos recebido, tem origem no amor de Deus, no seu cuidado para conosco. Quando somos ingratos com alguém, demonstramos ingratidão para com o próprio Deus.

sábado, 6 de abril de 2013

Como avançar em nossa jornada espiritual com Cristo?

E logo ordenou Jesus que os seus discípulos entrassem no barco, e fossem adiante para o outro lado, enquanto despedia a multidão. E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar, à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só. [...] E, quando subiram para o barco, acalmou o vento. Então aproximaram-se os que estavam no barco, e adoraram-no, dizendo: És verdadeiramente o Filho de Deus. Mateus 14:22-33
Temos três escolhas em relação a nossa vida espiritual:
1. Nós podemos fazer a escolha de não fazer nada: ficar onde estamos.
2. Nós podemos fazer a escolha de ir a sentido inverso: voltar atrás
3. Nós podemos fazer a escolha de seguir em frente: crescer
Como podemos seguir com a nossa escolha de avançar em nossa jornada espiritual com Cristo?
1. Avançar requer coragem. (v. 27-29) Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou eu, não temais. E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas. E ele disse: Vem. E Pedro, desce

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Escolhe pois a bênção para que vivas!

“Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência” ( Deuteronômio 30:19)
A águia nasceu para alcançar os mais altos vôos. É a ave mais determinada e perseverante dentre todas as suas espécies.
A águia vive no alto, pois é do alto que vem o poder de restauração em seu ciclo de vida.
A visão da águia é a sua mais poderosa ferramenta. Ela pode enxergar a sua caça num raio de até 1,5Km de distância. Sua visão é oito vezes maior que a de um ser humano.
A águia é forte, tem visão aguçada, sua cabeça pode girar em até 180 graus. Seus bicos são fortes, sua língua dura como a pedra. Mas, ao 40 anos a águia começa a envelhecer. Ela então passa pela decisão que é a mais importante de sua vida: morrer ou continuar vivendo.
“Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência” ( Deuteronômio 30:19)

terça-feira, 2 de abril de 2013

Torre Forte é o Senhor

Pois tens sido um refúgio para mim, e uma torre forte contra o inimigo. (Salmos 61.3)
Queridos, certo dia sai de casa e fui em direção ao meu trabalho que fica mais ou menos 10 minutos de minha residência. Aparentemente observei ao redor e o “tempo parecia estar limpo”, mas ao passar dos minutos vi que se formou uma “tempestade” com fortes ventos contrários. Foi ai que resolvi me abrigar debaixo de um lugar seguro.Fiquei um bom tempo ali até que a tempestade e os fortes ventos acabassem.
Sabe, amados, muitas vezes na nossa vida olhamos ao nosso redor e tudo parece normal. Saímos de casa, olhamos para o céu e parece que tudo está bem, que tudo está “azul”. Mas quando menos percebemos aquele azul que enxergamos se torna em escuridão e logo tudo aquilo que parecia estar claro, se torna em trevas. Assim é também quando somos acometidos de algumas tempestades contrárias, tudo parece que está bem, mas são nessas tempestades é que conseguimos ver o quanto somos frágeis. O salmista Davi declarou num momento de trevas espiritual, ou seja, de angústia e abatimento que o Senhor era o seu refúgio e torre forte contra o inimigo.