Pesquisar este blog

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

De Deus não se Zomba

O homem pode andar na contramão de Deus. Mas, um dia terá que prestar contas de suas zombarias perante o Justo Juiz!
Com a amplitude da perdição da natureza humana, exagero eu aqui, imaginando o seguinte viaja comigo… Se numa floresta, fria das colinas da Sibéria, num universo animal nasce um bebê urso e seus pais, seu Ursolino e Dona Ursolina resolvem resistir à natureza, não preparando, nem educando o seu pequeno filhote para a natureza feroz e implacável daquele ambiente selvagem, Ursolino Júnior nasce sem saber se será ursinho ou ursinha, macho ou fêmea?
Para sobreviver, seus pais preferem seguir o ‘let be’, ‘deixa ser’, ‘deixa acontecer’; ele dará conta disso, (ou o mundo dará conta dele)? Ursolino poderia vir a ter uma crise de identidade? Alguém ainda tem alguma dúvida? De repente uma loucura para o reino animal, não é verdade? É só uma historinha. Mas, e se fosse verdade?? Pois, é… segundo o mundo perdido dos humanos, isso é absolutamente normal. No mundo dos humanos isso já está acontecendo. Como ministro do evangelho, digo: estamos assistindo a um episódio de inversão de valores divinos jamais apreciado na terra!
Outro dia, li e copiei para o meu histórico de palestras, uma matéria muito triste em que a Europa autorizava os cartórios, a facultativamente, efetuarem o registro da natureza sexual do bebê, deixando para o mundo perdido decidir qual deverá ser o futuro sexo da criança, num futuro século de vida de uma suposta “liberdade” na terra!
” Não se engane, de Deus não se zomba. O que o homem semear, isso colherá” (Gál. 6:7).
Para nós, os cristãos, (não estou falando de “evangélicos” mas daqueles que já nasceram de novo) e, se tornaram filhos de Deus, o normal é andar na contramão do mundo. Não estou falando de nenhuma religião, e, sim daqueles que se tornaram filhos de Deus através de Jesus. (reforçando).
Não viver de acordo com as coisas do mundo parece mesmo uma loucura para quem não lê, nem observa a Lei de Deus; não enxerga as coisas de Deus através da Bíblia, nem as suas maravilhas através da criação Dele. Mas, o amor de Deus é inconfundível. Quando “é de Deus” nada se confunde. Tudo fica muito claro, muito transparente, muito óbvio, afinal Deus é amor. Ele é sábio. Deus é gentil! Ele não invade o seu coração, não impõe coercitivamente a sua Lei, mas aguarda pacientemente a decisão do homem. Deus não destrói um coração humano! Deus não arruína, nem confunde uma família.
Porém, quando “não é de Deus” tudo se confunde, nada é óbvio, nem transparente. Tudo fica estranho, tudo é invadido pelo desespero, pela foça e pela arrogância do homem! Uma pena!
Vamos facilitar com um belo exemplo:
Homem se une (casa) com uma mulher por amor, e, naturalmente formam uma família com o mesmo DNA (físico, emocional e espiritual), e, de geração em geração criam e formam o caráter de muitos filhos. Filhos obedientes que honrarão os valores de seus pais, formando cidadãos corretos, seguros, adultos, maduros para uma sociedade sem pendências, nem dúvidas sobre a sua natureza, existência ou valores de ordens emocionais e espirituais. Quase perfeito!! Tudo certo não é verdade? Pois bem, para o mundo perdido, não tá certo!! Tá tudo errado! Para o mundo e sua mente dominada pelo mal, Deus pensou, planejou e fez tudo errado!
Se fôssemos corrompidos por mentes soberbas e carnais, também zombaríamos de Deus!! Um Deus obsoleto e ultrapassado… Mas, se fôssemos andar na contramão de Deus certamente viveríamos numa desordem social sem precedentes. Sem identidade, sem princípios fundamentais, sem lei, sem ordem, sem autoridade, sem governo maduro, sem direção. Basta olhar para países inanimados, miseráveis, onde suas crianças sofrem porque participam e assistem às intensas e constantes guerras civis. Fome, sede, pobreza, miséria, ruína, morte e muita destruição, são características de um mundo sem Deus (sem lei). Este é só um dos exemplos. Caos. É isso que sofre um mundo sem direção e sem lei. O Senhor estabeleceu princípios desde o princípio.
Mas, o mundo perdido é tão diferente de Deus que tudo lhe é parecido loucura, como:
- Unidade de um homem com a sua mulher;
- O casal amar-se totalmente e exclusivamente um para o outro;
- Marido amar somente a sua esposa;
- Esposa ser submissa ao marido;
- Filhos obedientes e disciplinados;
- Pais compreensivos, formadores, educares e disciplinados.
Se andássemos na contramão de Deus faríamos as coisas ‘normais’ de um mundo perdido como enganar, trair, mentir, ficar, roubar, prostituir, adulterar, divorciar, desonrar aos pais, rebelar-se contra autoridades, criar filhos confusos e indecisos; filhos sem identidade; formar filhos invejosos, sem caráter, individualistas, narcizistas, inseguros, mentirosos, arrogantes, soberbos, amantes de si mesmo, egoístas, talvez até mesmo educaríamos pessoas à margem da sociedade, e por ai vai!… Tudo na contramão! Na contramão de tudo mesmo! Na contramão de DNA, de filiação, de família, de sociedade. Na contramão de lideranças, governos e autoridades… E, o pior de tudo isso: NA CONTRAMÃO DE DEUS!!
Alguém na igreja me diria: “ora, mas isso já é normal para hoje”. Diria, que sim, OK, é normal, mal, mal, mal!! E se é mal, nada tem a ver com Deus! Mas, alguém lá no mundão poderia me pressionar assim: “Mas, qual o conceito de ‘mal’?”. Diria, mal é impiedade. É tudo aquilo que Deus não espera que seus filhos o façam, mas que o homem perdido, sem Deus, ignora e pratica com prazer. Mal é tudo o que é diferente de Deus. Deus e maldade e não combinam.
Para nós que não somos do mundo, a maldade não pode ser normal, nem natural. Por quê? Bom, porque devemos viver na inversão das coisas do mundo! Porque os nossos valores são os valores de Deus e não os valores do mundo perdido. Por isso caminharemos na contramão do mundo, mas nas mãos de Deus!
Sobre família, paternidade e filiação todo mundo pode inventar o que quiser na contramão da versão de Deus. Acontece que só há um pequeno probleminha: um dia, todos os seres humanos, individualmente, haverão de prestar contas ao Juiz Eterno sobre todas as suas decisões aqui.
E agora?… Quem decidiu andar na contramão de Deus, diz a Bíblia, terão as portas do céu fechadas para si. Ali não poderão morar não há reinvenção possa dar um jeito. Porém, para os que decidiram andar nas mãos de Deus, serão convidados por Ele a entrar no céu e ali fazer a sua morada para sempre. E, todos serão felizes para sempre (de verdade)!!!!
“De que pois se queixa a alma vivente? Queixe-se cada um de seus próprios pecados”. (Lamentações. 3:39)
PAIS, FILHOS, prestem atenção! Só existe uma versão sobre família e, essa versão é a versão atualizada, boa, perfeita, agradável e eterna de nosso Deus!
Deus não precisa ser atualizado pelo tempo, mas o homem sim. O homem desatualizado e obsoleto no espírito precisa de uma nova versão para o seu coração: Jesus, a atualização de ontem, de hoje e de sempre!
Até uma próxima!
claudinho.adore@hotmail.com
twitter: @MinisterioAdore
Líder, fundador do Movimento Adore Days no Brasil. Com 30 anos de vida cristã, Claudinho, além de pastor é músico, conferencista e conselheiro cristão. Voluntário das Missões Adore na Amazônia. Membro da Produção do filme "Finding Josef". Casado, pai de duas lindas filhas.
Postar um comentário