Pesquisar este blog

quarta-feira, 19 de março de 2014

Exemplos a serem imitados

“O calor é necessário para forjar qualquer peça. Toda grande realização resulta de um coração em chamas.” (Mary Lou Retton)
No dia 8 de março de 1857, cerca de 130 tecelãs de uma fábrica de tecidos em Nova Iorque promoveram manifestação no pátio da empresa, reivindicando aumento salarial e a redução da jornada de trabalho de 16 horas. Policiais, num ato desumano, trancaram-nas no local e atearam fogo, provocando a morte de todas elas.
A ousadia dessas mulheres que lutavam não somente por seus direitos, mas também por todas as mulheres que as sucederiam, motivou o mundo a lembrar desse ato heroico comemorando o Dia Internacional da Mulher.
A Bíblia também relata a história de mulheres que fizeram a diferença em sua época e são exemplos que devemos imitar por seu amor, sua fé, ousadia, unção, seu poder, sua criatividade e iniciativa.
Por outro lado, infelizmente, vemos o quanto os meios de comunicação incentivam e promovem mulheres de forma negativa tentando transmitir a ideia de que mulheres de sucesso são aquelas que exibem o corpo seminuas, traem o marido e incentivam o individualismo e o egoísmo
Sem limite moral, espiritual e emocional, essas mulheres buscam a autopromoção. O slogan do mundo é: “Aproveite o máximo que você puder, não importa como e o que será preciso fazer”. O que importa é ser “feliz”. Este tem sido o grande engano do ser humano. Porém, nunca houve na história da humanidade tantas mulheres infelizes, autodestruindo-se com bebidas alcoólicas, com as drogas, e na prostituição.
Mulheres que no auge de sua juventude experimentaram a fama hoje se mostram arrependidas: “Se pudesse voltar atrás, nunca teria posado nua, me envolvido com homens que só me usaram e me fizeram sofrer”, disse uma. “Hoje estou só, sentindo-me um lixo. Não presto mais para nada”, pontuou outra.
Que essas declarações sirvam para a nossa reflexão, pois Satanás é aquele que exalta para depois abater.
Vejamos o exemplo de algumas mulheres que não abriram mão da presença e da direção de Deus, e foram vitoriosas:
Ana, aos 84 anos, estava no templo, esperando o Messias, servindo a Deus e proclamando a Sua mensagem.
Talita e Lídia serviam com suas habilidades.
Débora, exemplo de conselheira e intercessora, incentivava outras mulheres a intercederem por seus filhos.
Priscila foi uma preparadora e orientadora ao lado de seu esposo, Áquila. 
A proclamadora Hulda, que discipulava mulheres em sua casa, profetizou, encorajando o rei Josias a ler o Livro da Lei diante do povo.
Miriã foi uma enaltecedora que motivou o povo a adorar a Deus, reconhecendo-o como o único Deus verdadeiro. Não podemos esquecer o exemplo de Maria, a mãe de Jesus, uma grande mulher que entendeu o segredo de ser guiada por Deus e de submeter-se à Sua vontade.
Fomos chamadas por Deus com um propósito específico e singular. Que assim como essas mulheres da Bíblia, e a exemplo de muitas servas de Deus de nosso tempo, possamos ser usadas pelo Espírito Santo, tendo o nosso ser cheio do amor, da fé, unção, autoridade e do poder de Deus.
Assim, seremos referência para outras mulheres e canal para levá-las a Cristo.

Feliz Dia Internacional da Mulher
Dra. Elizete Malafaia
Por Litrazini
Postar um comentário