Pesquisar este blog

sábado, 16 de agosto de 2014

COMUNHÃO É BOM E FAZ BEM (3 características da comunhão da Igreja Primitiva)


Salmos 133
1 Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.
2 É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes.
3 Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre.
 Davi Faz claramente aqui uma referencia a união fraterna
Davi Faz uma exortação à unidade e a Comunhão
Davi aqui, expressa a sua doce alegria e o seu profundo desejo em ver Todo o seu povo unidos como se fossem irmãos.
Este clamor, este desejo, esta preocupação de Davi em ver o seu povo unidos como se fossem irmãos é a mesma de muitos lideres e Pastores de organizações e departamentos da Igreja.
Os irmãos já perceberam, Já Observaram, já notaram que esse Tema e um dos mais debatidos e abortados nos Congressos, nos intercâmbios das organizações de Jovens, Senhoras, Homens e Adolescentes. Fala-se muito em Unidade, falam-se muito em confraternização, solidariedade e Comunhão e a Amor ao Próximo.

E porque será que esses temas são abortados?
Porque razão se faz necessário à discussão desses Temas? Porque motivo?
Quando as organizações e departamentos da igreja promovem suas atividades o critério que geralmente se usa na escolha, na busca de um Tema a ser trabalhando, Geralmente, a escolha é feita para atender uma demanda, suprir uma necessidade.
A unidade, comunhão, integração é uma das nossas maiores necessidades. E isso se deve ao fato dessa busca louca, constante e desenfreada pelos cuidados deste Mundo do qual falou Jesus em Mateus 6:25-26
“Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?”
Essa Busca Louca e desenfreada pela realização pessoal, pela fama, prestígio, posição social, status dinheiro, riquezas acabam se tornando prioridade na vida de muitos crentes e a pratica da vida espiritual acaba impossível. Porque não tem tempo para as coisas de Deus e nem para pratica da verdadeira comunhão entre irmãos.

O que é comunhão?
Comunhão é o ato ou efeito de comungar.
O que nós cristãos temos que comungar uns com os outros?
Comungar o que?
Os mesmos interesses, as mesmas ideias, os mesmos propósitos, as mesmas convicções e opiniões no que diz respeito à Fé Crista.
O que é união?
União é ato ou feito de unir, unir significa junção, ligação, pacto, aliança, Reunião de Forças de vontade.
Quando se consegue viver em união e em comunhão uns com os outros sabe  que pode acontecer?
Exatamente tudo aquilo que aconteceu na igreja Primitiva.
Atos dos Apóstolos 2.42-47
42 E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.
43 E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos.
44 E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
45 E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister.
46 E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,
47 Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.

Em se tratando de comunhão e confraternização, unidade e solidariedade temos  muito a aprender com os crentes da Igreja Primitiva de Jerusalém.
A recém-formada igreja da Judeia é um exemplo,é uma referencia, um modelo para muitas igrejas no que diz respeito à comunhão e integração.
Eu destaco aqui entre tantas apenas 3 características da Comunhão da Igreja Primitiva.
1ª Característica esta no versículo 44. “Todos que criam estavam juntos...”
Amós 3.3 diz o seguinte: Andarão dois juntos se não tiverem de acordo?
Filipenses 2:1-5
1 Portanto, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões,
2 Completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa.
3 Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo.
4 Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros.
5 De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,
Havia um profundo relacionamento pessoal entre eles. Não era um relacionamento superficial, rápido e aparente!
A amizade entre eles não consistia apenas em um simples bom dia, boa tarde, graça e Paz, oi! Tudo estou indo. já Fui!!!
Juntos em todos os momentos e circunstâncias da vida para o que der e vier sejam nas alegrias, ou nas adversidades, na angustia, na dor. E todos continuavam firmes, seguindo os ensinamentos dos apóstolos, vivendo em amor cristão, partindo o pão juntos e fazendo orações.
2ª Característica da comunhão da Igreja Primitiva esta no versículo 44 e 45:
“E tinham Tudo em comum” Vendiam suas propriedades e fazendas e repartiam com todos, segundo cada um tinha necessidade.
A segunda característica da igreja primitiva era a seguinte: As pessoas eram mais importantes do que as coisas.
As pessoas sempre foram mais importantes do que os bens matérias, do que as suas propriedades e fazendas.
A igreja primitiva cuidava dos pobres, e compartilhava com eles parte de suas possessões.
A ação social era umas suas maiores prioridades.
Um dos motivos mais importantes pelo qual Jesus Cristo estabeleceu a sua igreja aqui na Terra foi para atender a demanda social e a demanda espiritual do ser humano
Constantemente a Igreja é frequentada por pessoas em busca de uma injeção de ânimo, de uma palavra amiga, de um consolo de uma palavra de conforto.
A Igreja é Constantemente Frequentada por pessoas que estão passando por lutas, adversidades e dor, por pessoas por pessoas que estão vivenciando dias maus.
Muitas pessoas vêm em busca de soluções para os seus problemas.
Problemas de ordem familiares, crise no casamento, crise financeira, desemprego, depressão, enfermidades, filhos nas drogas, filhas na prostituição.
A Igreja é constantemente Frequentada por pessoas que querem ser libertas do poder do pecado
Querem ser livre de todo o engano, de toda maldição e de todo embaraço.
É Para isso que existe a Igreja de Cristo.
Para Do apoio, funcionar como uma clinica, como um Hospital.
A Igreja Existe para dar importância e valorizar as pessoas.
3ª Característica da comunhão da igreja Primitiva esta no versículo 46
E, perseverando unânimes todos os dias no templo.
Relacionamentos Pessoais abalizados em princípios Espirituais.
Eles estavam onde?
Todos os dias no Templo.
Eles sabiam o valor, o significado, o segredo do Templo.
Salmos 27.4Uma coisa pedi ao Senhor, e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor, e inquirir no seu templo.
A Igreja Primitiva Conhecia esse salmo muito bem.
Salmo 84.10
Porque vale mais um dia nos teus átrios do que mil. Preferiria estar à porta da casa do meu Deus, a habitar nas tendas dos ímpios.
Outro salmo que a igreja primitiva conhecia e valorizava é 122.1

Alegrei-me quando me disseram: Vamos á casa do SENHOR.
Não existe lugar melhor para estar que não seja a Casa de Deus.
É na Igreja onde encontramos companheirismo, onde falamos a mesma língua. 
É na Igreja  onde encontramos apoio, amamos e nos sétimos amado,é o lugar onde todos nós nos consideramos irmãos,é o lugar onde aprendemos mais da palavra de Deus.
Além dessas 3 características da comunhão da Igreja Primitiva quero destacar aqui algo interessante que esta no versículo 46. “E partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração.”
A Refeição para os Judeus era algo muito serio, tem um significado bem maior, além de matar a fome.
As refeições para os Judeus simbolizavam e simbolizam até hoje comunhão, integração, amizade, quebra de barreias, criando laços.

Autor: Luciano Gomes

Postar um comentário