Pesquisar este blog

sexta-feira, 8 de julho de 2016

10 mitos sobre a sexualidade feminina

A sexualidade humana é um assunto que nunca cessará em discussão. Todos os dias algo novo é aprendido sobre o sexo, e os especialistas não cansam de explorar este campo. Desde hábitos, contatos físicos, pensamentos, criamos muitas histórias em torno da sexualidade feminina que são baseadas na nossa falta de conhecimento. Nesta seleção estão em destaque os 10 mitos sobre a sexualidade feminina.
10° As mulheres desejam menos parceiros

Segundo Psychology Today, na prática não é verdade que elas desejam menos parceiros, mas elas têm menos do que homens porque estes tendem a exagerar sobre quantas conquistas tiveram.
Quando os participantes do estudo foram perguntados sobre quantos parceiros eles realmente quiseram, homens e mulheres responderam “um”. E também, quando os homens determinam o número real de parceiras que já tiveram, eles seguem aproximadamente o mesmo numero que as mulheres. Isto faz este mito então falso e verdadeiro.
9° As mulheres pensam menos 
freqüentemente sobre sexo do que homens
Psychology Today pesquisou este mito em 2011 e fez a descoberta que o mesmo é verdadeiro para estudantes universitários, os homens pensam mais freqüentemente sobre sexo, comida e sono do que as garotas da faculdade.
Poderia ser por causa dos hormônios? WebMD obteve resultados semelhantes para homens e mulheres com menos de 60 anos de idade, os homens têm impulsos sexuais mais fortes e mais à frente do que as mulheres.
Em torno de 25% das mulheres pensam tão freqüentemente sobre sexo do que o homem da mesma idade. Por causa de o desejo feminino ser fortemente influenciado por normas sociais, então as mulheres tendem a se censurar, incluindo suas mentes. Este mito é verdadeiro. Porém, com uma sociedade em constante mudanças e cada vez mais abertos a sexualidade, esse conceito vem mudando ao longo do tempo.
As mulheres têm orgasmo 
menos freqüentemente do que homens
Psychology Today relata que em relacionamentos comprometidos, homens e mulheres vivenciam tantos orgasmos porque os homens são mais atentos às necessidades da parceira deles. Segundo WebMD, a questão com a satisfação feminina é diferente da dos homens.
A revista diz que os homens atingem seus picos em torno de 4 minutos, e a mulher precisa em torno de 11 minutos. Ainda, as mulheres podem vivenciar muitos orgasmos diferentes, que os homens não podem.
Basicamente, um homem pode obter satisfação de 2 para 3 vezes, enquanto uma mulher alcança um orgasmo, mas isso durará mais tempo, e ela pode ter mais do que um logo após o outro. No entanto, se são observados os números, este mito é verdadeiro.
As mulheres não gostam de relação sexual casual
Segundo Psychology Today, 70% dos homens aceitarão uma oferta para sexo casual contra 0% para mulheres a menos que: o homem se apresentar como tipo namorado; elas acreditam que não serão estigmatizadas e rotuladas como “vagabundas”, se elas aceitarem.
Se estas duas exigências forem satisfeitas, 70% das mulheres aceitarão ter o sexo casual. Como explicado antes, o desejo feminino é fortemente associado a como a sociedade percebe isso. Então aparece a dúvida, se as mulheres não gostam do sexo casual. Este mito é falso.
As mulheres não assistem pornografia
Cosmopolitan pesquisou 4.000 homens e 4.000 mulheres para saber quais são os hábitos, quando se trata de assistir pornografia. E parece que entre as idades de 18 e 24, as mulheres assistem mais pornografia do que os homens, 73.7 por cento contra 23.7 por cento, mas a partir de 25, os homens assumem a liderança.
Além disso, as mulheres solteiras assistem mais pornografia do que os homens solteiros, e é o oposto quando em um relacionamento. No geral, os homens assistirão mais pornografia na vida deles do que as mulheres, mas isso não muda o fato de que este mito é falso.
As mulheres não iniciam o sexo
No início do relacionamento, os homens iniciam e desejam mais sexo do que as mulheres. Mas quando o relacionamento se fortalece, as mulheres iniciam o sexo com mais freqüência do que os homens.
E segue com a idéia de que maior intimidade os parceiros dividem, mais o homem aprende a como satisfazer sua namorada, fazendo a mulher mais disposta a iniciar o sexo com o progresso do relacionamento. Como tal, há argumentos para provar que este mito é verdadeiro e falso.
As mulheres precisam de uma ligação emocional
Biologicamente falando, os dois sexos precisarão de sexo em algum ponto de suas vidas para reproduzir. No entanto, os dois sexos também desejarão ser emocionalmente envolvidos com a pessoa certa, fazendo que desejem ter relação sexual em primeiro lugar.
E como foi provado antes, em torno de 70% dos homens e mulheres aceitariam o sexo casual. Portanto, é possível dizer que as mulheres não necessariamente precisam de ligação emocional para envolver-se nestas atividades. Este mito é falso.
As mulheres não têm fantasias estranhas
As mulheres pensam sobre coisas diferentes, que vão além da média das relações sexuais comuns. Da zoofilia para esportes aquáticos, há uma variedade de fantasias que vivem na maioria das cabeças femininas.
Em algumas vezes, as mulheres parecem conservadoras e frígidas, porque não se tem a abordagem adequada com elas, ou não há atenção suficiente para as necessidades delas. Isto não significa que ela não tenha um lado “estranho”. Dito isto, este mito é falso.
Toda mulher tem um ponto G
Primeiro fator, todas as mulheres têm um ponto G. Sim, todas elas. No entanto, segundo Reader’s Digest, não é um ponto, mas uma zona não anatômica, que significa que não há órgão, dentro da vagina que pode ser sensível à estimulação.
Toda mulher tem desenvolvimento diferente, e é possível que alguma não responda à estimulação desta região, ou que isso faça a mesma perder a cabeça. A ciência entende muito pouco sobre o prazer feminino, e eles não sabem perfeitamente o que o ponto G faz à mulher, exatamente. Então, este mito é verdadeiro, todas as mulheres têm um ponto G.
As mulheres podem aprender a ejacular
Primeiro ponto, os cientistas analisaram o que está no líquido que algumas mulheres “ejaculam”. É uma mistura de secreções prostáticas, provenientes da próstata feminina, e uma parcela muito pequena de urina, segundo Women’s Health Mag.
Agora, para uma mulher ser capaz de ejacular, ela necessitaria estar bastante excitada e ter sucesso na construção de uma pressão interna, enquanto os músculos relaxados ejetam este líquido. É algo realmente difícil de imaginar, e até mais difícil de fazer. Portanto, este mito é falso. Nem todas as mulheres podem aprender a como ejacular.

Postar um comentário