Crescimento Espiritual : Brigamos muito em casa...

Pesquisar este blog

Brigamos muito em casa...

"Se vocês ficarem com raiva, não deixem que isso os faça pecar e não fiquem o dia inteiro com raiva" (Ef. 4:26).
Conflitos entre marido e mulher são inevitáveis. Um casamento sem "brigas" é tão perigoso quanto os que brigam excessivamente. Não é normal quando o casal não consegue passar um dia sem atritos. Existem casais que brigam uma vez por mês, outros uma vez por semana, outros uma vez por dia, e outros todo dia, o dia todo. Brigam no café da manhã, no almoço, na merenda, no jantar, no último chá da noite e até dormindo, porque são sonâmbulos. Isso parece irônico, mas é uma realidade. O fim dos conflitos pode estar na descoberta das causas e na busca por soluções efetivas. Quase sempre as agressões verbais ou físicas revelam que há ciúmes, falta de humildade para reconhecer o erro, estresse, ressentimentos, desejo de se vingar, crise espiritual, desajuste sexual, cansaço mental, acúmulo de insatisfação, sentimentos negativos do passado, sentimentos de culpa não resolvidos, incompreensão, imaturidade, falta de perdão etc.
Resultado de imagem para Brigamos muito em casa...O primeiro passo é querer. Muitos precisam mas não querem. Deus espera que dentro de você haja um desejo profundo por mudança efetiva. Alguém disse: "Querer é poder".
O segundo passo é identificar em você a causa do conflito. Qual é o ponto nevrálgico, que ao ser tocado, aciona todo o mecanismo do atrito. Após identificar o ponto sensível, você já sabe qual é a área que precisa ser tratada. Nunca se esqueça: o lar precisa ser um "lugar de cura". Marido e mulher precisam ser "agentes de cura". É imprescindível que haja humildade para se deixar tratar pelo cônjuge. Nenhum outro lugar é mais terapêutico do que o lar.
O terceiro passo é exercitar o perdão. Não existe um casamento que resista às pressões normais por muito tempo, quando não existe o espírito do perdão. Para Jesus, o perdão era uma questão de sobrevivência. O terceiro passo é deixar que Cristo seja o Senhor do casamento e da vida. Ninguém melhor do que Jesus para mostrar o caminho do sucesso. Ele não quer ser apenas, médico e advogado, quer ser o Senhor do casal. Tê-lo como Senhor, é estar amparado dentro de uma casa construída sobre uma rocha inabalável.

Extraído do livro: "104 Erros que um casal não pode cometer". Autor: Josué Gonçalves
Postar um comentário