Pesquisar este blog

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

DEUS QUER UM POVO SANTO

Ao entrar em uma aliança com o povo no Monte Sinai, Deus declarou: “Vós me sereis... nação santa” (Enx.19.6).
Adão e Eva andavam no mesmo jardim que Deus, e falavam com ele. Mas logo pecaram e perderam esta convivência especial; Foram expulsos do jardim do Éden, ­separados de Deus,­ o que foi a morte espiritual que Deus havia prometido como consequência do pecado “O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden para lavrar a terra. E havendo lançado fora...”Gn. 3:23-24.
Povo sem santidade não podia permanecer na presença do santo Deus. Depois que gerações de pecadores morreram num mundo corrompido, Deus escolheu os descendentes de Abraão para ser um povo santo.

Ele os separou da má influência dos senhores egípcios e preparou uma terra onde poderiam habitar livres da corrupção dos povos idólatras. Ele até mesmo lhes deu uma lei especial, que ressaltava a distinção entre o puro e o impuro.
Deus explicou a necessidade da pureza deles quando lhes deu essa lei: "Eu sou o Senhor, vosso Deus; portanto, vós vos consagrareis e sereis santos, porque eu sou santo. . . Eu sou o Senhor, que vos faço subir da terra do Egito, para que eu seja vosso Deus; portanto, vós sereis santos, porque eu sou santo" Lv. 11:44-45.

Contudo, o povo que Deus havia selecionado excepcionalmente e resgatado não permaneceu santo.
Os israelitas repetidamente exibiram seu pecado aos olhos de Deus. Ele às vezes avisou que poderia entrar no meio da congregação pecaminosa e destruir o povo “Então disse o Senhor a Moisés: Levantai-vos do meio desta congregação, para que eu, num momento, a possa consumir. Então caíram com o rosto em terra”. Nm.16:44-45  .

Por quê? Simplesmente porque não pode haver comunhão entre a santidade de Deus e a impureza do homem. O homem tem que ser purificado, ou morrerá, confira:
No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi também ao Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; e o seu séquito enchia o templo. Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas; com duas cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés, e com duas voavam. E clamavam uns aos outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória.E os umbrais das portas se moveram à voz do que clamava, e a casa se encheu de fumaça. Então disse eu: Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos. Porém um dos serafins voou para mim, trazendo na sua mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz; E com a brasa tocou a minha boca, e disse: Eis que isto tocou os teus lábios; e a tua iniqüidade foi tirada, e expiado o teu pecado. (Isaías 6:1-7)
Deus ainda quer um povo santo, e providenciou, através de Cristo, o meio de purificar os pecadores para servirem-no
Os cristãos são o povo santo de Deus “Vós também, quais pedras vivas, sois edificados como casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais, aceitáveis a Deus por Jesus Cristo. Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;”1 Pe.2:5,9.
Aqueles que se dizem ser seguidores de Jesus deverão conduzir-se como um povo santificado e purificado da impureza do mundo.

Deus nos disciplina para que possamos participar de sua santidade: “É para disciplina que suportais correção; Deus vos trata como a filhos. Pois que filho há a quem o pai não corrige?... Aqueles (nossos pais), na verdade, por um pouco de tempo, nos corrigiam como bem lhes parecia, mas este, para nosso proveito, para sermos participantes da sua santidade” Hb.12.7,10.
Quando se busca a Deus e a santificação, ele opera maravilhas na nossa vida, pois a santificação é parte fundamental do caráter de Cristo na vida dos cristãos.“Pois esta é a vontade de Deus, a vossa santificação” (1Ts.4.3) Tudo o mais é secundário para Deus. Ele está mais interessando no nosso caráter antes da carreira, e nossa maturidade antes do ministério.
Deus está mais interessado na pureza da igreja do que no seu crescimento, porque a pureza da igreja é um pré requisito essencial para que ela cresça.

Por Litrazini
http://www.kairosministeriomissionario.com/
Postar um comentário