Pesquisar este blog

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

PERDOE E SERÁ PERDOADO

Pois se perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também lhes perdoará. Mas se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não lhes perdoará as ofensas. (Mateus 6.14-15)
Algumas pessoas se perguntam por que Cristo anexou uma condição ao perdão na oração do Pai-Nosso: “Se você perdoar aos homens quando eles pecarem contra você, o seu Pai celestial também perdoará você”.
Ele não deu condições quanto a outras partes da oração. Ele poderia ter dito: “Dá-nos hoje o pão diário, assim como nós o damos aos nossos filhos”; “Não nos deixe cair em tentação e não tentaremos ninguém”; ou “Livra-nos do mal, assim como tentamos ajudar os outros”.
Nenhuma outra parte dessa oração tem uma condição inclusa, somente o perdão.
Nós podemos ficar com a impressão de que obtivemos perdão dos nossos pecados por perdoar outros.

O QUE É A CONSCIÊNCIA?

A consciência é definida como a parte da psique humana que induz a angústia mental e sentimentos de culpa ao ser violada e sentimentos de prazer e bem-estar quando nossas ações, pensamentos e palavras estão em conformidade com os nossos sistemas de valores.

A palavra grega traduzida como "consciência" em todas as referências do Novo Testamento é suneidēsis, que significa "consciência moral". A consciência reage quando as ações, pensamentos e palavras se conformam ou são contrárias a um padrão de certo e errado.
Não há um termo hebraico no Antigo Testamento que seja equivalente a suneidēsis no Novo Testamento. A falta de uma palavra hebraica para "consciência" pode ser devido à cosmovisão judaica, que era comunal em vez de individual. O hebreu se considerava um membro de uma comunidade/aliança que se relacionava a Deus e Suas leis corporativamente, e não como um indivíduo. Em outras palavras, o hebreu estava confiante em sua própria posição diante de Deus se a nação hebraica como um todo estivesse em boa comunhão com Ele.

LUTANDO CONTRA O PECADO

Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito , o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam. — Gálatas 5.17
Como cristão, você pode ser profundamente consolado pelo ensino de Paulo. Você tem a natureza pecaminosa e o Espírito no mesmo corpo de maneira que o Espírito reina e a natureza pecaminosa está subordinada a ele.
A justiça reina e o pecado a serve. Nem todos estão familiarizados com esse ensino.
Se você pensa que os cristãos devem ser completamente isentos de pecados, e mesmo assim você se sente profundamente imperfeito, então você será consumido pela tristeza e se desesperará.