Pesquisar este blog

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Entenda por que os católicos não comem carne na quarta-feira de cinzas e nem na sexta-feira da Paixão

Resultado de imagem para sexta feira santa“Por que não se pode comer carne na quarta-feira de cinzas e na sexta-feira santa? Por que quarta-feira de cinzas?”
Antes de responder essa pergunta, destacamos que o jejum bíblico é uma prática benéfica que deve ser seguida de oração e estudo da Bíblia. A mente fica mais lúcida e o Espírito Santo age por meio das Escrituras Sagradas. Para conhecer mais sobre os benefícios do jejum, leia o artigo Como e por que fazer jejum?” e “O que a Bíblia diz sobre o jejum?” Ambos artigos estão publicados neste site.
Sobre a questão acima, ressaltamos que a quarta-feira de cinzas é uma tradição católica sem apoio das Escrituras Sagradas, e a abstenção de carne nesse dia, assim como na sexta-feira santa, são práticas que a igreja católica impõe, mas não há fundamento bíblico para tal obrigatoriedade. Estas ordenanças se encontram no Código de Direito Canônico da Igreja Católica, na seção transcrita abaixo, e não na Bíblia:[1]
Cânone 1250 – Os dias e tempos de penitência na Igreja universal são todas as sextas-feiras do ano e o tempo da Quaresma.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

VOCÊ ESTÁ ENFRENTANDO UM DILEMA? DEUS PODE TE AJUDAR E ORIENTAR!

Resultado de imagem para VOCÊ ESTÁ ENFRENTANDO UM DILEMA? DEUS PODE TE AJUDAR E ORIENTAR!
Agora acontece a mesma coisa que se sucedeu antes. Cristo, em sua presença visível, nos deixou, mas a arca de sua aliança continua aqui, a sua presença sacramental.
EIS QUE ESTOU CONVOSCO TODOS OS DIAS, ATÉ A CONSUMAÇÃO DOS SÉCULOS. Lembre-se dessa palavra: Todos os dias, independente das circunstâncias. Jesus ainda está aqui.
Outra palavra do Novo Testamento é: NÃO VOS DEIXAREI ÓRFÃOS; VOLTAREI PARA VÓS.
Quem se importa? A quem você pode recorrer?
Onde são tomadas as decisões entre o certo e o errado?
Como posso lutar se não há um poder maior de justiça para examinar a erosão causada pelo pecado?
Como devemos lutar contra os nossos inimigos?
Devemos tentar seguir somente com as nossas próprias forças?
Você não conseguirá vencer os desafios sozinho!

CRUZ, SOFRIMENTO E ESPIRITUALIDADE

Resultado de imagem para CRUZ, SOFRIMENTO E ESPIRITUALIDADE“...Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios.”(1Co 1.23).

Vivemos numa sociedade que abomina a realidade do sofrimento. Por todos os meios tenta negar a sua existência. Muitos são os meios empregados, desde a alienação das drogas lícitas e ilícitas, às técnicas psicológicas e às indústrias do cosmético e entretenimento. Também religiões tradicionais falam do absurdo do sofrimento como uma contradição da existência humana em face de seu propósito em ser feliz.
A cultura contemporânea acusa o Cristianismo de ter glorificado o sofrimento, dizem que não faz bem para a alma ser confrontada, por meio da cruz, com os lados desagradáveis da vida. Por isso, infelizmente, no contexto cristão, ou pelo menos, que se faz passar por cristão, não poucas expressões eclesiásticas também anatematizam o sofrimento e a imagem da cruz. Reputam o sofrimento sempre como uma ação demoníaca, ou na maioria das vezes, oprimem os fieis reputando à falta de fé e de obediência à Deus o sofrimento experimentado.