Crescimento Espiritual : MOTIVOS PARA VIVERMOS COM OTIMISMO - Rm 8.1-39

Pesquisar este blog

MOTIVOS PARA VIVERMOS COM OTIMISMO - Rm 8.1-39

LIBERTOS DO JULGAMENTO– NENHUMA CONDENAÇÃO
“Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito...” – Rm.8.1-4
Todos estávamos condenados, visto que o salário do pecado é a morte. Mas, Cristo levou sobre si a nossa culpa, morreu a nossa morte, suportou em seu corpo o nosso castigo, bebeu sozinho o cálice da ira de Deus que deveríamos beber, satisfez as demandas da lei em nosso lugar e nos justificou diante do trono de Deus. Por isso, estamos livres de toda condenação.
Ele pagou a nossa dívida. Ele nos absolveu de toda culpa. Ele nos justificou.
LIBERTOS DA DERROTA – NENHUMA OBRIGAÇÃO
“...Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele...”Rm.8.5-17
Não somos devedores à carne. Não há nenhuma obrigação com a velha natureza. Agora podemos viver em vitória.
Imagem relacionadaPAULO DESCREVEU A VIDA EM TRÊS NÍVEIS:
AQUELES QUE NÃO TÊM O ESPÍRITO – Rm.8.5-8
Eles vivem na carne (v. 5). A pessoa não salva não tem o Espírito de Deus. Sua mente é centrada nas coisas que agradam a carne. Eles estão em guerra com Deus (v. 7) Eles não podem agradar a Deus (v. 8). Uma pessoa não salva só pensa em agradar a si mesma. Ela não anseia pela glória de Deus nem tem prazer em obedecer a Deus.
AQUELES QUE TÊM O ESPÍRITO – Rm.8. 9-11
Seu corpo se transforma no templo do Espírito Santo.
Quando você tem o Espírito Santo: você tem a garantia que é de Cristo. Você tem a garantia que o final da sua vida é não de derrota, mas de um glorioso triunfo (v. 11).
AQUELES QUE O ESPÍRITO OS TÊM – Rm,.8 12-17
Não é suficiente para nós termos o Espírito, é preciso que o Espírito Santo nos tenha.
Ele é o Espírito da vida (Rm.8 13) É o Espírito que nos conduz à vida plena e abundante.
Ele é o Espírito da morte (Rm.8 13) É o Espírito que nos dá poder para mortificarmos os feitos do corpo.
Ele é o Espírito de adoção (Rm.8 14) Somos filhos de Deus por adoção e por geração. Somos filhos e também herdeiros. Tudo que o Pai tem é nosso. Somos ricos!
Resultado de imagem para otimismoEle é o Espírito da direção (Rm 8.14) Não andamos errantes, confusos, perdidos. O Espírito nos guia. e também testifica que somos filhos de Deus (Rm.8 16).
LIBERTOS DO DESENCORAJAMENTO – NENHUMA FRUSTRAÇÃO
Rm.8.18-30 Paulo contrasta o sofrimento presente com a glória futura.
LIBERTOS DO MEDO – NENHUMA SEPARAÇÃO – Rm.8. 31-39
Não precisamos temer o passado, porque já fomos justificados e nenhuma condenação há para os que estão em Cristo (Rm.8 1).
Não precisamos temer o presente, porque Deus está no controle da nossa vida, dirigindo todas as coisas para o nosso bem (Rm.8 28).
Não precisamos temer o futuro, porque nada nem ninguém pode nos separar do amor de Deus (Rm.8 38-39).
Paulo conclui este capítulo magistral fazendo cinco perguntas:
SE DEUS É POR NÓS, QUEM SERÁ CONTRA NÓS?
Deus é por nós como protetor (Rm. 8. 31), como provedor (Rm.8.32) e como justificador (R,.8 33).
QUEM É CONTRA NÓS?
O diabo, o mundo, a carne. Mas se Deus é por nós, todos os inimigos estão derrotados. Você e Deus são maioria.
Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura não nos dará graciosamente com ele todas as cousas?
Se quando éramos pecadores, Deus nos deu o seu Filho, agora que somos filhos ele porventura nos abandonaria? A cruz é a demonstração mais eloquente do amor de Deus.
Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus?
Nenhuma acusação poderá ser levada em conta; se Jesus Cristo, nosso advogado, nos defende e se Deus, o juiz, já nos declarou justificados.
É impossível amaldiçoar, quanto mais condenar aqueles a quem Deus decidiu abençoar.
Quem os condenará?
Às vezes nosso coração nos acusa. O mesmo fazem os nossos críticos e inimigos. Todos os demônios do inferno também nos acusam.
Porém sua condenação não tem sentido. Por que? Por causa de Jesus Cristo: ele morreu, ressuscitou, está à direita de Deus e intercede por nós. Ele morreu pelos mesmos pecados pelos quais seríamos condenados. Cristo ressuscitou para provar a eficácia da sua morte. Agora nenhuma condenação há mais para aqueles que estão em Cristo Jesus.
Quem nos separará do amor de Cristo?
É possível que tenhamos que enfrentar agruras na vida, passar por vales escuros e trilhas estreitas. É possível que a pobreza nos atinja, a fome nos alcance, as perseguições nos firam, mas em vez de derrota, somos mais que vencedores. Nem as agruras da morte, nem os problemas da vida, nem os poderes sobre-humanos, nem o tempo, nem o espaço, nem qualquer outra criatura poderá nos separar do amor de Deus que está em Cristo.

Transcrito Por Litrazini

Postar um comentário